Nesta quinta-feira, 18, o Brasil ganhou sua quarta medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro. A categoria que levou a melhor foi a Classe 49er FX feminina. Novamente, quem acabou se dando bem foram atletas que eram esquecidos pela mídia, especialmente pela Rede Globo de Televisão, que focou a cobertura em esportes ditos populares, como futebol e vôlei. Martine Grael e Kahena foram mais um dos representantes brasileiros que se deram bem na #Vela, uma modalidade que já deu 18 medalhas para o Brasil, sendo elas sete de ouro. 

As brasileiras terminaram a última regata em  primeiro lugar, chegando a diversos momentos da última batalha a disputar por outras posições.

Publicidade
Publicidade

O segundo lugar acabou ficando com a Nova Zelândia, que terminou também com a prata na competição. As atletas que vestem a camisa verde e amarela se jogaram nas águas do Rio de Janeiro para comemorar. Elas ficaram muito emocionadas. Durante todo o campeonato, Martine e Kahena perderam apenas 48 pontos. A medalha de prata perdeu 51. 

A grande vitórias das brasileiras rapidamente mexeu com as redes sociais. A tag vela ficou no topo dos assuntos mais comentados do Twitter e também deu o que falar no Facebook. "Olha pra esse pódio! Agora olha pro lugar mais alto dele! As brasileiras campeãs olímpicas vão estar ali daqui a pouco! Premiação prevista pra 16h30! Vai ser demais! E o cheirinho de ouro que domina a praia do Flamengo?!", escreveu um internauta. 

Muita gente citou o fato da maioria dos atletas que receberam o ouro não serem tão falados pela imprensa.

Publicidade

"Acho que os jornalistas acabam colocando uma urucubaca forte e o povo perde as medalhas", completou outra pessoa que percebeu como a pressão por uma medalha pode acabar atrapalhando o trabalho dos atletas. E para você, falar ou não da possibilidade de ouro atrapalha mesmo os esportistas? Comente.