Na abertura oficial das competições das Olimpíadas de 2016, o Brasil fez a torcida do Rio de Janeiro viver um misto de alegrias e tristezas ao longo deste sábado.

Logo pela manhã, as meninas do handebol levaram o público ao êxtase ao derrotarem, na Arena do Futuro, a Noruega, atual campeã olímpica e mundial por 31 a 28. O astral continuou lá em cima na Ginástica Artística. Disputando as #Olimpíadas pela primeira vez, o time masculino, formado por Diego Hipólito, Arthur Zanetti, Sérgio Sasaki, Arthur Nori e Chico Barreto, garantiu vaga na final.

Um pouco mais tarde, veio a primeira medalha. Comprovando o seu talento, Felipe Wu garantiu a prata no tiro de pistola de 10 metros.

Publicidade
Publicidade

Estudante de engenharia, o paulista de 24 anos quebrou um jejum de 26 anos. Nos Jogos de 1920, na Antuérpia (Bélgica), Guilherme Paraense, atleta do Fluminense daquele período, havia conquistado o ouro.

O vôlei também comprovou a sua força. Nas quadras, o feminino, em um Maracanãzinho cheio, não teve qualquer dificuldade para vencer a frágil seleção de Camarões por 3 a 0. Nas areias de Copacabana, as duplas Alisson/Bruno Schmidt e Bárbara/Ágatha derrotaram, respectivamente, John Josh Binstock/ Sam Schachter (Canadá) e Barbora Hermannova/ Marketa Slukova (República Tcheca).

No boxe, o peso pesado Juan Nogueira, bronze no Jogos Sul-Americanos de 2014, no Chile, avançou ao derrotar, por pontos, o o australiano Jason Eric Whateley.

Nem tudo foram flores para os brasileiros. Cercados de grande expectativa, os judocas Felipe Kitany e Sarah Menezes, bronze e ouro, respectivamente, nas Olimpíadas de Londres, não passaram da repescagem.

Publicidade

Outra decepção veio com o basquete feminino. A equipe, dirigida por Antônio Carlos Barbosa, até iniciou bem, mas não manteve o ritmo e estreou perdendo para a Austrália por 84 a 66.

À noite, o Brasil, depois dos 3 a 0 sobre a China, volta ao Engenhão para a segunda rodada do torneio de futebol feminino. O adversário será a Suécia. Ao mesmo tempo, João Gomes e Felipe França tentarão garantir presença na final dos 100 metros livres na natação. #Time Brasil #Rio2016