A nadadora olímpica Joanna Maranhão, de 29 anos, voltou a polemizar nas redes sociais. Depois de postar mensagens defendendo a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), e criticando quem é da direita, como Eduardo Cunha (PMDB), Marco Feliciano (PSC) e Jair Bolsonaro (PSC), ela usou as redes sociais para avisar que vai processar quem está denegrindo a sua imagem, dizendo expressões como "perdedora" ou atacando suas convicções políticas. Ela recebeu ofensas justamente depois que foi eliminada de uma prova dos 200 metros medley, não conseguindo avançar para a semi-final da modalidade na Olimpíada do Rio de Janeiro. 

"Fiquei em silêncio permitindo que vocês se sentissem a vontade enquanto o advogado coletava nome, dados e cpf de cada um", escreveu ela em seu Facebook verificado que tem pouco mais de 14 mil curtidas.

Publicidade
Publicidade

O lamento dela rapidamente teve grande repercussão, chegando a mais de dois mil compartilhamentos, além de milhares de curtidas. Os ataques contra a nadadora começaram ainda no fim de semana, logo depois ela agradecer a torcida brasileira pela boa receptividade. Em entrevista à TV Globo, Joanna se comparou à atleta Rafaela Silva, que em 2012 foi chamada de "macaca" após ser eliminada do judô por um golpe considerado ilegal na Olimpíada de Londres, na Inglaterra. 

De acordo com Maranhão, muitas pessoas estão dizendo que ela inventou o estupro na infância para se promover. Em seguida, ela disse que aguenta esse tipo de coisa, mas garantiu que nem todo atleta tem essa capacidade psicológica e que o que está acontecendo é muito injusto. Ela informou também que o dinheiro ganho com os processos seria revertido para uma Organização Não Governamental (ONG).

Publicidade

Muitos internautas criticaram a nadadora, mas a maioria a defendeu em sua página no Facebook. "Joana só por estar em uma olimpíada já é uma vencedora. Essas pessoas que te ofenderam não merecem nem ser chamados de seres humanos. Você é linda, uma atleta excelente e em jogos se ganha e se perde", escreveu uma seguidora.  #Natação #Rio2016