Nesta quarta-feira, 10, dois colunistas conhecidos decidiram detonar uma das maiores estrelas do futebol brasileiro, o ex-jogador do Santos e atual do Barcelona, Neymar. Segundo Fabíola Reipert, antes de enfrentar a seleção do Iraque, o melhor jogador do Brasil teria ido a uma noitada em uma lancha que mais parecia uma casa. Além desse, outros atletas que participam dos jogos olímpicos também teria curtido todas, entre eles, Gabibol, que até o momento não fez nenhum gol. Além de Fabíola Reipert, outro colunista que confirmou a festa foi o polêmico Leo Dias, que tem uma coluna de fofocas no jornal carioca 'O Dia'. 

Segundo Leo Dias, o jogador do Barcelona, que recentemente irritou o narrador da TV Globo Galvão Bueno, estaria sendo chantageado em uma quantia alta após se meter em uma briga.

Publicidade
Publicidade

O conflito, segundo o jornalista, teria ocorrido logo após um amistoso da seleção brasileira com a do Japão. Para abafar a situação, a fonte teria chantageado o atleta que usa a camisa verde e amarela em R$ 50 mil, o que para ele seria o dinheiro que desempenhamos para comprar um doce, por exemplo. 

A festa, de acordo com a matéria do jornal 'O Dia', teria acontecido na cidade de Goiânia, em Goiás, onde a seleção de concentrado. A celebração, no entanto, acabou terminando em briga. O jornalista ainda dá detalhes sobre como tudo aconteceu. A discussão começou entre Luan, que atua com o Grêmio, e mais dois rapazes que estavam na noitada. A situação não terminou bem e fala-se em porrada. Na agressão, o ex-namorado da atriz Bruna Marquezine, da TV Globo, estaria envolvido. Só não se sabe se #Neymar apanhou ou bateu em alguém.

Publicidade

A chantagem existe porque a briga do jogador do Grêmio que teve a atuação de Neymar foi toda filmada. Quem filmou quer 50 mil reais para não divulgar o material não redes sociais.  Agora o atleta deve não pagar o dinheiro, já que a história está sendo amplamente divulgada pela imprensa brasileira. Caso Neymar não pague a quantia, os dois ameaçam divulgar as imagens para a imprensa. #Rio2016