A Nigéria conseguiu vencer a surpreendente Honduras na disputa pela medalha de bronze da competição de #Futebol masculino, na Rio 2016. Umar Sadiq, duas vezes, e Aminu Umar fizeram pelos nigerianos, enquanto Lozano e Marcelo Pereira marcaram para os centro-americanos.

Os africanos chegaram a abrir 3 a 0 aos 10 minutos do segundo tempo, mas, depois de diminuírem o ritmo de jogo, viram os hondurenhos crescerem no duelo. A impressão de uma partida fácil se desfez quando a seleção centro-americana fez aos 26 e 40 da etapa final. Mesmo ensaiando uma pressão na reta final do duelo, não conseguiu empatar.

Uma medalha suada para a Nigéria

O caminho da Nigéria para a medalha não foi nada fácil.

Publicidade
Publicidade

A delegação chegou atrasada ao Brasil, a pouco menos de sete horas do horário estreia contra o Japão, e mesmo assim venceu por 5 a 4 os nipônicos. Perderam para a Suécia por 1 a 0 e terminaram na primeira colocação do seu grupo B ao superarem a Colômbia por 2 a 0. Bateram a Dinamarca por 2 a 0 nas quartas de final e perderam pelo mesmo placar para Alemanha na Arena Corinthians, capital paulista, nas semifinais.

Já a principal zebra do torneio teve parada dura na primeira fase. No grupo D, estreou vencendo a seleção da Argélia em uma partida emocionante, por 3 a 2, e depois perdeu para Portugal por 2 a 1. Chegou à última rodada precisando de um empate contra a Argentina e com o resultado de 1 a 1 a equipe eliminou os hermanos da competição. Após superar a Coreia do Sul nas quartas de final, a seleção hondurenha foi goleada pelo Brasil por 6 a 0.

Publicidade

O time é treinado pelo colombiano Jorge Luis Pinto, o mesmo que conduziu a Costa Rica em sua histórica campanha na Copa do Mundo de 2014. Ele também comanda a seleção principal do país.

Se Honduras perdeu a chance de conquistar sua primeira medalha olímpica, a Nigéria obteve seu 24º pódio em Jogos. Só no futebol foram duas medalhas, uma de ouro em Atlanta-1996 e outra de prata em Pequim-2008. Mas, nesta edição olímpica, foi o primeiro e, provavelmente, o único pódio do país africano. #Olimpíadas #Rio2016