Steele Johnson e David Boudia, dois atletas olímpicos que, juntos, conquistaram a medalha de ouro, concederam uma entrevista para a repórter da emissora norte-americana ‘ABC’ durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Para ela seria uma entrevista qualquer, mas a atitude dos dois atletas acabou surpreendendo a profissional.

Eles aproveitaram a oportunidade e resolveram passar a palavra do evangelho para todos os telespectadores da TV.  Eles explicaram para a repórter que desejavam sim, sair com a medalha de ouro, mas que isso não era o mais importante para eles.

A repórter ficou espantada com as palavras e continuou dando atenção para os esportistas.

Publicidade
Publicidade

Os dois contam que a vocação de ambos é espalhar o amor de Cristo através do esporte que decidiram praticar, que é o mergulho. Logo após a vitória do salto em dupla, o atleta Steele se emocionou e chorou muito diante da vitória. A repórter, vendo a emoção do atleta, acabou questionando sobre a sua reação, ele olhou para a moça e respondeu:

“Eu estou trabalhando firmemente para conseguir conquistar esse meu sonho. Mas não acreditava que isso seria possível. Até parece que pisquei e estou aqui, nas #Olimpíadas de 2016. Isso é divertido e muito empolgante, mas não vai ser algo que eu vou querer fazer a minha vida toda”, completou o atleta muito emocionado.

O atleta fez questão de explicar melhor o que estava dizendo para a repórter, que não conseguiu disfarçar a sua cara de surpresa com a resposta do jovem atleta: “Eu sou Steele Johnson, um atleta olímpico, e eu estou aqui para servir e amar Jesus Cristo, a minha identidade está enraizado nele”.

Publicidade

Boudia, que também foi o medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos do ano de 2012, em Londres, causou surpresa com suas palavras: “Um pouco antes de subir para realizar o último mergulho, eu fiquei muito emocionado,”, conta ele. “Não podemos nos vangloriar pela conquista, pois a verdadeira glória é de Deus, é e por isso que estamos aqui”.

Boudia conta em entrevista que se converteu ao cristianismo no ano de 2010. E, depois disso, não escondeu a sua fé e amor por Deus. No ano de 2012, quando finalmente se classificaram para representar a equipe olímpica dos EUA para competir em Londres, Boudia contou aos repórteres que, “Estavam extremamente gratos aos esforços realizados pela nossa família, esposas e treinadores... Mas não devemos comparar o sacrifício que recebemos para viver eternamente”.

Realmente, nessas olimpíadas, estamos nos deparando com vários atletas querendo e conseguindo passar a palavra de Deus ao povo! #Brasil #Rio2016