Mesmo vencendo o Internacional no estádio Beira Rio por 1 a 0, o #Corinthians não poderá contar com o centroavante André, que, após fazer uma falta desnecessária em um jogador do colorado, acabou recebendo o seu terceiro cartão amarelo, portanto, não vai enfrentar o Atlético-PR nesta quarta-feira (03), na Arena da Baixada. A partida será a rodada 18 deste #Brasileirão.

O técnico Cristóvão Borges já analisa a situação e pode optar por escalar Lucca como centroavante, já que o até então substituto Danilo sofreu uma lesão, mas até o momento nenhuma notícia foi divulgada sobre a situação do atleta.

O treinador do clube paulista cedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (02) no Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava.

Publicidade
Publicidade

A entrevista aconteceu momentos antes de o treinamento ter início, que estava marcado para acontecer na parte da tarde. Na maioria das perguntas elaboradas pelos repórteres, o assunto era sempre o mesmo. 'Quem será o possível substituto do atacante André?'. Entretanto, ele optou por manter sua resposta em sigilo.

Durante a entrevista, ele ainda afirmou que poderá surgir algo diferente em sua equipe, mas, o possível substituto só vai ser definido após os treinos. Assim, a escalação oficial da equipe será revelada momentos antes da bola rolar em Curitiba.

Lucca foi contratado pelo Corinthians em 2015, desta forma, chegou a fazer parte daquele forte elenco montado pelo técnico Tite, que acabou se tornando Hexa-campeão pelo clube. Após ficar na reserva na temporada passada, o atacante conseguiu ganhar o status de titular neste ano, já que os grandes medalhões deixaram a equipe.

Publicidade

Agora na Seleção Brasileira, Tite foi o responsável por promovê-lo à equipe titular, contudo, foi se firmando e ganhando a confiança da torcida e do ex-técnico corintiano. Lucca conseguiu fazer bons jogos, assim, ganhou uma boa sequência de jogos durante o tempo que o clube estava na Libertadores. Agora no banco, ele continua com bons números e é o segundo artilheiro com oito gols marcados, ficando atrás do titular Romero, que segue com 13 gols.

A mudança vai ser obrigatória, porém, o treinador optou por mudar o desenho tático da equipe, passando do 4-2-3-1, para o 4-4-2. O novo esquema foi testado diante da vitória sobre o Inter. Mesmo ganhando de 1 a 0, Cristóvão ficou satisfeito com a nova tática, já que o time conseguiu criar mais chances claras de gol. A formação deve ser mantida no confronto desta quarta diante do Atlético-PR. #Futebol