O nadador Michael Phelps está fazendo muito sucesso nos jogos olímpicos. Ele nesta terça-feira, 09, conquistou sua vigésima primeira medalha de ouro na Olimpíada. É extremamente provável que a Rio 2016 seja a última vez que ele compete em jogos. Caso alguém tenha acreditado que Michael estava cansado depois de participar de tantos jogos, acertou. Antes de vir ao Rio de Janeiro, ele pensou em suicídio. Phelps quis se aposentar no ano de 2012 após se cobrar muito. Ele foi bem na Olimpíadas de Londres, mas não tanto como em quatro anos anos, quando recebeu oito medalhas douradas. Um encontro com Deus e a possibilidade de ganhar novos ouros no Rio fez com que o nadador americano não atentasse contra a própria vida. 

"Eu pensava: 'As pessoas vão ficar melhor sem mim'.

Publicidade
Publicidade

O melhor seria acabar com a minha vida", disse o atleta em uma entrevista reveladora a ESPN. Michael não é o único atleta olímpico a entrar em uma depressão profunda. A corrida por resultados faz com que esportistas se cobrem muito.  Rafaela Silva, até agora a única medalha de ouro nos jogos, ficou muito triste após ser eliminada do judô por um suposto golpe ilegal. A superação dela veio na melhor hora e lugar possível. Moradora da cidade de Deus, ela ganhou sem maior prêmio em uma arena construída a poucos minutos de onde passou a maior parte de sua vida, uma favela carioca que ficou conhecida pelo filme de mesmo nome. 

Em 2014, Phelps chegou a ser preso. Ele tinha deixado um cassino completamente bêbado. Dando sinais de que ia parar, o nadador confessa que dava sinais de que iria desistir e que pedia socorro aos gritos.

Publicidade

Ele teve a ajuda de Deus nessa virada. O esportista nada um encontro misterioso com a entidade. Mais tarde, uma notícia fez o nadador mudar de vez a ideia de se matar. Sua mulher estava grávida e agora ele teria  um filho para cuidar. "É a hora de lutar. Agora é a hora de o caráter aparecer", disse um amigo atleta de Michael mudasse de comportamento e voltasse a ser o velho vencedor que todos conhecemos, que o mundo aplaude.  #Rio2016