As saídas de Jonathan Calleri e Alan Kardec deixaram o São Paulo com poucas opções de atletas para utilizar na frente. Apesar de ter contratado o argentino Andrés Chávez a pedido do ex-técnico Edgardo Bauza, o tricolor continua sem boas alternativas de reposições no ataque do elenco, agora comandado por Ricardo Gomes. 

Por isso o tricolor sonda a situação de um jogador do Corinthians. Contratado para ficar no time de Parque São Jorge até o fim deste ano e fora dos planos de Cristóvão Borges, Rildo pode trocar o alvinegro pelo Soberano nos próximos dias. A janela de transferências nacionais na Série A do nacional se encerra dia 16 de setembro. 

Por ter jogado apenas duas partidas e só 26 minutos nesta edição do Campeonato Brasileiro vestindo a camisa do rival do São Paulo, o atleta está liberado para ser relacionado por Ricardo Gomes para atacar pelo tricolor no restante da temporada.

Publicidade
Publicidade

Se a urgente necessidade são-paulina for reconhecida pelos dirigentes do clube, provavelmente será nova opção para o treinador do Soberano.

Em entrevista coletiva o técnico do Corinthians demonstrou que há, de fato, a possibilidade de Rildo deixar seu elenco nos próximos dias. Afirmando que seu desejo é poder contar com todos, o treinador admitiu que nem sempre, até por questões contratuais, pode ter priorizados os seus planejamentos. 

Na partida em que o Corinthians goleou o Flamengo por 4 a 0, no Itaquerão, dia 3 de julho, pela 13ª rodada do Brasileirão; o atacante foi responsável por um dos gols após deixar o banco de reservas. O tento marcado em casa deu ao atleta esperanças de que, a partir dali, pudesse ser mais utilizado por Cristóvão Borges, mas o treinador continuou preferindo não relacionar o jogador para as partidas subsequentes, exceto no dia 17, novamente no estádio da Zona Leste, quando Rildo, novamente deixando o banco de reservas, entrou em campo no clássico contra o São Paulo.

Publicidade

O jogo, válido pela 15ª rodada do torneio nacional, terminou empatado em 1 a 1.

Se tivesse a pretensão de manter o atacante - vindo da Ponte Preta na metade do ano passado - no grupo de Borges, a diretoria corintiana teria de pagar cerca de R$ 4,8 milhões (US$ 1,5 mi) pela aquisição de 80% dos direitos econômicos do jogador. Revelando não ter interesse em bancar essa quantia, o clube alvinegro não deve impedir que o atleta se transfira para outro clube ainda nesta temporada.

Rildo foi contratado para ficar com a vaga de Malcom, mas uma lesão no ombro esquerdo, que também resultou em uma infecção pós cirurgia, o tirou dos gramados. Neste ano, desfalcou o time de Parque São Jorge durante o Campeonato Paulista, em abril, após torcer o tornozelo esquerdo durante um coletivo no CT Joaquim Grava. Desta vez, ficou fora de campo por dois meses até reaparecer no dia 3 de julho. #Futebol #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol