A atitude dos torcedores brasileiros durante a disputa do salto com vara masculino, na última segunda-feira (15), e a entrega de medalhas da modalidade, na última terça-feira (16), não foi bem recebida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e rendeu uma crítica do presidente da entidade.

Em sua conta no Twitter, o presidente do COI, Thomas Bach, condenou as vaias ao atleta francês Renaud Lavillenie, a quem coube a medalha de prata, perdendo o ouro para o brasileiro Thiago Braz. No momento da disputa, Lavillenie não escondeu o seu desconforto diante das vaias e da pressão da torcida local.

No dia seguinte à competição, durante a entrega das medalhas, o atleta da França foi novamente vaiado pelos torcedores e não conseguiu conter as lágrimas pela desconfortável situação.

Publicidade
Publicidade

Para Thomas Bach, o comportamento da torcida foi considerado “chocante” e “inaceitável”, sobretudo no contexto das #Olimpíadas.

Durante a cerimônia, Thiago Braz tentou pedir calma à torcida e fez questão de aplaudir o rival no momento de entrega da medalha de prata. Após o pódio, mantendo o espírito olímpico, o brasileiro chegou a conversar com Renaud Lavillenie, em companhia da lenda Sergei Bubka, tentando consolar o francês. #rio 2016