Fim do mistério. Após o treinamento da noite desta terça-feira, 2, Rafael Nadal concedeu entrevista aos jornalistas e garantiu que vai participar das Olimpíadas. Ele vinha convivendo com dores no pulso esquerdo, mas apresentou melhoras e se diz pronto para jogar no Rio de Janeiro. Nadal será o porta-bandeira da Espanha na cerimônia de abertura de sexta-feira.

Já pela manhã, o espanhol realizou um treinamento com boa movimentação e sem nenhuma proteção no pulso esquerdo, o que aumentou as expectativas sobre a sua participação nos Jogos. Ele está inscrito nas disputas de #Tênis simples masculino, duplas masculino e duplas mistas.

Publicidade
Publicidade

Nadal treinou com o compatriota duplista Marc López, que será o seu parceiro nos Jogos.

Pela parte da tarde, Nadal caminhou cerca de 150 metros pela Vila Olímpica até chegar a um mercadinho, onde comprou alguns biscoitos. Ele foi solícito e cordial com os fãs que se aproximaram e tirou as populares “selfies” com eles.

Desistências recentes

A parte física tem sido um dos problemas de Rafael Nadal nos últimos torneios. Nove vezes campeão em Roland Garros, o Touro Miúra não conseguiu ir adiante no torneio desse ano justamente pelo problema no pulso, que o fez desistir de jogar na terceira rodada.

O problema persistiu e Nadal acabou nem entrando na chave de Wimbledon, em Londres, o terceiro Grand Slam da temporada. Desde Roland Garros ele não disputa nenhum torneio e agora volta nos Jogos Olímpicos.

Publicidade

O tênis, por sua vez, é uma das modalidades dos Jogos de 2016 mais afetadas pelas desistências de atletas. Para ilustrar a situação, quatro dos oito melhores tenistas do mundo ficaram de fora do Rio de Janeiro: Roger Federer, Stan Wawrinka, Tomas Berdych e Milos Raonic - os dois primeiros por motivos de lesão. #Olimpíadas #Rio2016