Para alívio de jogadores e, principalmente, torcedores, a seleção masculina de #Futebol está classificada para as quartas de final da Olimpíada carioca. Na quarta-feira (10), o jogo contra a Dinamarca, em Salvador, terminou em 4X0, renovando as esperanças de medalha.

Uma seleção não-olímpica?

Com atuação considerada abaixo das expectativas, até a última partida a seleção vinha sendo duramente criticada. Com condições muito superiores às da seleção feminina, os jogadores não vinham fazendo jus à fama. O desempenho ruim nas partidas contra a África do Sul e contra o Iraque, levaram a torcida a vaiar e pedir que #Neymar fosse substituído por Marta.

Enquanto a seleção masculina era decepção e dúvida, a feminina se tornou a favorita da torcida e forte concorrente à medalha de ouro.

Publicidade
Publicidade

A diferença parecia estar na garra.

Alguns críticos apontam o fato de que os jogadores não estão inseridos no espírito olímpico, como motivo para o baixo rendimento da seleção. Mantidos à parte, hospedados em hotel 5 estrelas longe da Vila Olímpica, é como se não participassem do mesmo entusiasmo. Porém, diante das críticas a seleção reagiu.

Próxima partida: a volta por cima?

No sábado (13) será a vez de enfrentar a Colômbia. Para Neymar, uma seleção que traz más recordações. Durante a Copa do Mundo 2014, Neymar foi alvo do colombiano Zuñiga e o resultado do confronto foi uma vértebra fraturada e, para ele, o fim da competição.

Apesar de não estarem em campo os mesmos jogadores do inesquecível 7 X 1 contra a Alemanha, o que o público espera é que a seleção brasileira dê a volta por cima.

Publicidade

Especialmente para Neymar, que na partida contra a Dinamarca parece ter se encontrado, apesar de não ter marcado nenhum gol, o próximo sábado será a chance de superação. O jogador, que foi considerado o melhor do mundo pelo site inglês Who Scored?, diz estar acostumado com as críticas, mas só falou com jornalistas depois da partida contra a Dinamarca: "...As coisas de fora a gente não pode se contaminar, porque às vezes acabam sendo um pouco maldosas", desabafou.

Deixando a impressão de que de agora em diante a seleção recuperou a garra, a torcida parece ter feito as pazes com os jogadores e para Neymar, o próximo sábado deve ter um gostinho de revanche. #Olimpíadas