Brasil e Colômbia entraram em campo neste sábado, na Arena Corinthians, em busca da classificação para as semifinais do torneio olímpico. Com dois golaços, um de falta de Neymar aos 12 do primeiro tempo e de Luan aos 39 do segundo tempo, a seleção venceu por 2x0 e enfrentará Honduras nas semifinais na próxima quarta-feira, as 13h.

Primeiro Tempo

Praticamente não tivemos #Futebol na primeira etapa do jogo. Neymar cobrou uma falta espetacular dentro do gol. E só. Aliás, falta foi o que não faltou na primeira metade da partida. O craque maior da nossa seleção apanhou de todas as formas imagináveis e inimagináveis. A seleção colombiana simplesmente não veio para São Paulo para jogar futebol, e sim com o simples intuito de bater.

Publicidade
Publicidade

E eles fazem isso sem a menor cerimônia. Presenciamos um jogo de humanos, contra animais.

No lado esportivo, se é que teve, Renato Augusto colocou o sistema ofensivo da Colômbia no bolso. Roubou bolas, deu carrinho, chamou a atenção dos companheiros. Um verdadeiro líder dentro de campo. Neymar, não. Neymar se preocupou em amarelar os adversários, o que não deixa de ser bom. Wallace também foi guerreiro e não deixou passar nada.

Em todas, exatamente todas as vezes em que o goleiro Wéverton foi acionado não demonstrou o mínimo de segurança, tanto jogando com as mãos quanto com os pés. Dificilmente terá alguma oportunidade com Tite.

Segundo Tempo

A Colômbia voltou melhor e disposta a jogar futebol na etapa complementar, e criou as melhores chances nos primeiros 10 minutos. Após isso, o quarteto de ataque brasileiro entrou no jogo e passou a incomodar o goleiro Bonilla.

Publicidade

Mas mesmo assim o jogo caiu de ritmo, e ficou claro que falta qualidade ao ataque colombiano. Marquinhos foi soberano.

Aos 20 minutos, Neymar cobrou falta na segunda trave e Rodrigo Caio cabeceou como manda o figurino, mas o goleiro colombiano fez grande defesa. Logo depois, Gabigol, que fez uma partida simplesmente ridícula, saiu para a entrada de Thiago Maia, na tentativa de dar mais equilíbrio ao setor de meio campo e proteger ainda mais a defesa brasileira.

Na parte final da segunda etapa, o Brasil claramente se contentou com o 1 a 0. A Colômbia até que tentou, mas faltou qualidade. Aos 39, Luan pegou do meio da rua e mandou um petardo e a bola encobriu o goleiro Bonilla. Que golaço! #Rio2016 #Seleção Brasileira