O pugilista brasileiro Robson Conceição está próximo de realizar uma grande façanha: em disputa hoje (16) com o francês Sofiane Oumiha, o lutador poderá faturar um ouro inédito para o Brasil, no #boxe. O duelo de hoje vem sendo apontada como “a luta da vida” do esportista. Na semi-final, Robson “atropelou” o campeão mundial de 2015, o cubano Lazaro Álvarez, que ficou com o bronze. Alvarez também havia conquistado bronze em Londres e ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara (2011) e Toronto (2015). Por conta do histórico de Álvarez, a luta era considerada a mais importante para o pugilista brasileiro.

Após derrotar o cubano, Conceição afirmou: “ele teve o que merecia”.

Publicidade
Publicidade

Ele afirmou que o pugilista é “marrento”, enquanto os outros cubanos são “humildes”. Robson e Omiha nunca duelaram antes. A luta de hoje entrará para a história para um deles, mas os dois já são premiados por chegarem onde chegaram.

Histórico

A primeira medalha do Brasil no boxe foi em 1968, no México. O bronze conquistado por Servílio Paiva foi a única por várias edições dos jogos. Depois dali, o Brasil só voltaria a subir em um pódio olímpico de boxe em 2012 (Londres), 44 anos depois. A partir de 2010, o país passou a ganhar edições do campeonato mundial e dos Jogos Olímpicos da Juventude. Em Londres, ao lado do judô, o boxe foi uma das modalidades em que o país obteve maiores conquistas: foram três medalhas, sendo um bronze masculino e um feminino, e uma prata masculina.

Na #Rio2016, Conceição poderá consagrar a trajetória do boxe olímpico brasileiro.

Publicidade

A prata já está garantida, mas o ouro, se vier, vem com um gosto especial.

Conquistas do Brasil na #Rio2016

Até agora, o Brasil conquistou medalhas na ginástica artística, judô, atletismo, canoagem, maratona aquática e tiro esportivo, totalizando 10 medalhas até a manhã desta terça (16). Uma já está garantida no boxe (ouro ou prata) logo mais à noite. O país ainda tem chance de medalhas em diversos esportes coletivos como futebol e voleibol, handebol e outros. #Rio2016