É consenso entre os cronistas esportivos brasileiros de que o melhor momento vivido por Ronaldinho Gaúcho, desde que voltou ao país, vindo do Milan da Itália, foi no #Atlético Mineiro. No Galo, conquistou títulos e, em vários momentos, fez o torcedor lembrar daquele jogador que, na época em que atuava no Barcelona, encantou o mundo com o seu talento. Mas esse encantamento entre o clube e o jogador parece estar prestes a sofrer alguns arranhões. 

O motivo da discórdia seria uma dívida que o Galo Mineiro tem com o craque Ronaldinho. O débito vem desde 2014 quando o jogador deixou o Atlético para jogar no México e refere-se à rescisão de contrato no valor de 300 mil reais.

Publicidade
Publicidade

Com o objetivo de resolver esse impasse Ronaldinho Gaúcho esteve nesta terça-feira (16) em MG acompanhado do seu advogado Sérgio Queiroz. A intenção do representante legal do atleta é a de acionar o Atlético na #Justiça do Trabalho. 

Sérgio Queiroz, em entrevista ao UOL, informou que houve uma primeira audiência nesta terça-feira (16) onde não houve nenhum acordo entre as partes e uma segunda já ficou agendada para o mês de novembro de 2016. Por meio da sua Assessoria de Imprensa o Atlético Mineiro informou que não reconhece a dívida com Ronaldinho e espera uma definição do assunto via judicial. Antes de recorrer à Justiça R10 tentou conversar com a atual diretoria do Atlético visando solucionar o impasse, mas não houve acerto. 

O craque reivindica também o pagamento de uma dívida avaliada em 10 milhões de reais por conta de bônus e premiações não pagas no período de 2012 a 2014 quando atuou pelo clube de Minas Gerais.

Publicidade

Esse assunto está sendo tratado por seu irmão e procurador, Roberto Assis.

Essa não é a primeira vez em que o Atlético Mineiro é cobrado judicialmente pelo não pagamento de dívidas. Recentemente o Grêmio, clube formador do Ronaldinho Gaúcho, recorreu a esfera judicial para receber cerca de 8 milhões de reais referentes a transferência do goleiro Victor para o clube mineiro em 2012. Depois de algumas tentativas de negociação entre as partes, o assunto segue sem definição.  #Grêmio