Em uma conversa informal, a diretoria do São Paulo havia concordado em emprestar ao Boca Juniors o meia-atacante argentino Adrián Ricardo Centurión, de 23 anos, 'rachando' o salário do atleta entre ambos os clubes. Porém, ao que parece, os cartolas desistiram do negócio.

Centurión desembarcou no CT da Barra Funda em fevereiro de 2015 depois de o clube paulista pagar cerca de R$ 12,7 milhões por 70% dos direitos econômicos dele ao Racing, da Argentina. Com a camisa tricolor ele disputou 81 partidas e, em todo este período, uma temporada e meia, marcou míseros 8 gols. Tendo perdido espaço para Calleri, Alan Kardec e, mais recentemente, Gilberto e Andrés Chávez, o meia e o São Paulo chegaram à conclusão de que o melhor, para ambas as partes, era negociar seu empréstimo ao Boca Juniors. 

O jogador concedeu entrevista à imprensa argentina nesta quarta-feira (3) e demonstrou-se irritado com a atitude do clube paulista que, segundo informou, voltou atrás e não quer mais dividir o pagamento de seus vencimentos com o time argentino que, dessa forma, teria de arcar com 100% do salário do atleta se quiser tê-lo em seu elenco.

Publicidade
Publicidade

Centurión foi taxativo ao exigir que o tricolor cumpra sua parte no acordo para que ele possa, enfim, defender o time do qual é torcedor de coração, revelando ser um sonho que ele carrega desde a infância. O camisa 20 acredita que não haverá mais nenhum empecilho para que ele viaje à Argentina depois que o clube paulista acertar essa questão.

Ainda segundo o atleta argentino, o São Paulo desistiu de cumprir com a palavra dada ao time de La Bombonera e uma nova reunião, que aconteceu momentos antes da entrevista, definiria a situação entre clubes e jogador.

Há pouco mais de uma semana os bastidores são-paulinos relatavam que só faltava Centurión se acertar com o time de Buenos Aires, dando como certa a sua transferência para o Boca Juniors.

Hernán Fernández e José Luis Galante, respectivamente representante e empresário de Centurión, reafirmaram que a negociação não foi perpetuada exatamente porque o São Paulo recusou-se a efetuar pagamento de parte do salário do atleta, exigindo que o Boca Juniors o faça integralmente e, assim, desistindo do que assumiu quando do início das conversas entre os dirigentes dos clubes.

Publicidade

Galante, inclusive, disse que com essa situação o futuro de Centurión torna-se impreciso no momento.

Apesar de não ter sido relacionado para a partida contra o Atlético-MG, no Morumbi, às 19h30 desta quinta-feira (4), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o meia-atacante treinou normalmente entre os atletas reservas na manhã desta quarta-feira. #Futebol #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol