A seleção brasileira de #Futebol feminino dá seu pontapé inicial na busca pela sonhada medalha de ouro, ainda inédita. O Brasil estreia pelo grupo E, enfrentando a China, às 16h, no estádio do Engenhão.

Para algumas atletas do Brasil, não se trata de um adversário desconhecido. Se no futebol masculino os chineses têm se destacado ao levar para seu país muitos jogadores brasileiros, no feminino não tem sido diferente. Cinco das 22 convocadas do técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, atuam em equipes chinesas: a zagueira Rafaelle, a lateral Fabiana e as atacantes Debinha, Darlene e Raquel.

Segundo entrevista das brasileiras que jogam na China concedida ao site da CBF, duas devem ser as chaves para o triunfo da seleção em sua estreia.

Publicidade
Publicidade

Primeiro, a pressão sobre a saída de bola das rivais, já que a zaga é lenta e não joga à vontade quando pressionada. E as bolas aéreas, outro ponto fraco do time asiático.

Histórico de confrontos entre Brasil e China

Brasil e China se encontraram uma vez em Olimpíadas, justamente na primeira edição que contou com o futebol feminino, em 1996, nos Jogos de Atlanta. Na ocasião, a seleção verde-amarelo foi derrotada pela equipe asiática nas semifinais do torneio por 3 a 2. No duelo pelo bronze, a seleção perdeu para a Noruega por 2 a 0. A atacante Pretinha foi artilheira da equipe e da competição com 4 gols.

Nos dois últimos confrontos, porém, o Brasil levou a melhor. Na Copa do Mundo de 2007, nossas meninas venceram por 4 a 0 na primeira fase e, em 2009, em jogo válido pelo Torneio Cidade de São Paulo, novo triunfo brasileiro: 3 a 0.

Publicidade

Suécia e África do Sul dão início ao futebol feminino na Rio 2016

A primeira partida do torneio de futebol feminino nos Jogos Olímpicos será entre Suécia e África do Sul, as duas outras equipes que estão no grupo do Brasil. O jogo acontece às 13h, também no Engenhão.

Pelo grupo F, o Canadá enfrenta a Austrália e o Zimbábue pega a Alemanha. Já no grupo G, a favorita seleção dos Estados Unidos duela contra a Nova Zelândia e França e Colômbia completam a rodada.

As favoritas ao ouro no futebol feminino

A seleção dos Estados Unidos é, sem dúvida, a grande favorita ao ouro no torneio de futebol feminino do Rio 2016. Em cinco edições, as norte-americanas ganharam o ouro quatro vezes, deixando escapar o topo do pódio somente e Sidney (2000), quando perderam a final para a Noruega.

O Brasil, além do fator casa, também conta com duas medalhas de prata em Olimpíadas no currículo. Parte das atletas brasileiras se preparou fazendo parte de uma seleção permanente, recebendo salários da CBF, e já conhece bem os métodos e a filosofia do treinador Vadão.

Publicidade

Ainda entre as doze equipes, é bom ficar de olho na Alemanha, três vezes bronze e quarta colocada no Mundial de 2015. A França, quarta colocada no Mundial de 2011, ocupa hoje a terceira posição no ranking da Fifa e, assim como a Suécia, quinta no mesmo ranking, pretende surpreender.

Não se pode desprezar também a adversária de estreia do Brasil. A China, para chegar ao Rio 2016, superou o Japão, prata em Londres 2012 e campeão mundial em 2011. #Rio2016 #PaixãoPorFutebol