O meio campo do São Paulo vem sofrendo com algumas deficiências que impedem a evolução na ligação da defesa com o ataque tricolor, desde a saída de Paulo Henrique Ganso. Porém, Ricardo Gomes tem aproveitado o peruano Cueva para realizar a função e o atleta tem se saído bem no novo 'cargo'. Com um pouco de aperfeiçoamento, em breve suprirá a ausência do Maestro do Morumbi.

Mas outro setor que ainda traz alguma preocupação ao novo técnico é a defesa. Ou melhor, trazia, pois uma das revelações da base são-paulina, Rodrigo Caio, está de volta e fica no CT da Barra Funda, apesar de todas as especulações de que ele não retornaria depois de defender a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Publicidade
Publicidade

Antes mesmo de se apresentar a Rogério Micale, o jogador, de 23 anos, que estava com Dunga na Copa América Centenário, era tido como venda certa ao Atlético de Madrid, da Espanha, por cerca de R$ 44 milhões, mas a negociação não se concretizou.

Agora, com a inédita medalha de ouro olímpica da Seleção Brasileira, os direitos econômicos do zagueiro aumentaram naturalmente e a diretoria tricolor já avisou que ele não sai do clube, exceto por uma negociação que gere um excelente negócio aos cofres do Soberano.

Entretanto, o fato de o São Paulo avisar que não cederá o atleta por valor abaixo do que ele vale não diminuiu o assédio de clubes europeus. Tanto que ele não participou do treino desta terça-feira (23) porque foi liberado pela diretoria do clube para atender as burocracias relativas à emissão do seu passaporte europeu, com vistas a transferências possíveis para times internacionais.

Publicidade

Rodrigo Caio deve seguir para a Itália, onde possui processo de requerimento de cidadania no país, para tratar dos trâmites legais referentes à sua demanda, e só depois de regularizar seus documentos é que deve voltar ao Brasil.

Por conta disso, o zagueiro ainda será desfalque na partida desta quarta-feira (24), às 21h45, no Morumbi, contra o Juventude, jogo de estreia do tricolor paulista nas oitavas de final da Copa do Brasil; e provavelmente também não estará em campo na partida de domingo (28), contra o Coritiba, também em casa, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o zagueiro é alvo de Lazio e Milan, da Itália, e do espanhol Sevilla que, em junho, havia revelado que não contrataria o atleta por problemas relacionados à operação financeira, embora o jornalismo especializado tenha apurado que o jogador não teria sido aprovado nos exames médicos do clube.

Contratado para defender o tricolor até desembro de 2018, Caio afirmou que tem o desejo de jogar na Europa mas ressaltou que o foco, agora, é ajudar o São Paulo, time do qual se orgulha em vestir a camisa, a se reerguer no Campeonato Brasileiro. #Futebol #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol