O Rio de Janeiro foi palco para que #Usain Bolt, o homem mais rápido do mundo, mostrasse sua habilidade em se tratando de velocidade. Mais uma vez, todos viram e confirmaram sua supremacia ao conquistar o tricampeonato olímpico dos 100 metros rasos. A prova neste domingo (14) foi acompanhada por milhões de pessoas no mundo todo e a grande maioria estava torcendo por ele, inclusive os brasileiros.

Após a prova, ao invés de comemorar mais um grande feito, Bolt detonou a organização das Olimpíadas no Rio de Janeiro por ter deixado a prova final muito perto da semifinal, o que segundo ele, acabou prejudicando a todos os atletas que participaram daquela disputa.

Publicidade
Publicidade

Usain Bolt reclamou que não teve como ser mais rápido na prova porque o tempo foi muito curto para que houvesse uma recuperação adequada e em seguida o aquecimento, e detonou as #Olimpíadas "Rio 2016": "Foi ridículo".

O atleta confessou que nas semifinais ele se sentiu muito bem, inclusive nos últimos metros ele já se poupou para a grande final e por isto ficou chateado, já que não conseguiu um tempo menor ou até mesmo a quebra de um recorde. Entretanto, ele explica que mal teve tempo de começar a aquecer e já estava na hora de voltar para uma nova competição e novamente criticou a organização dos Jogos Olímpicos: "Para mim, foi realmente estúpido, por isso que a corrida foi lenta".

O homem mais rápido do mundo justificou seu tempo "ruim" porque não tem como sair de uma prova tão desgastante, apesar de ser tão rápida, e ter que colocar o corpo novamente em uma disputa que exige tanto, como é a final dos 100 metros rasos, sem um período de descanso adequado.

Publicidade

A semifinal foi disputada pelo astro às 21h07 e a grande final aconteceu às 22h25, um intervalo considerado muito baixo, pois foi menos de uma hora e meia para o descanso e aquecimento. Normalmente as disputas dos 100 metros rasos proporcionam um intervalo médio de 3 horas, que seria o tempo ideal, já que o descanso precisa ser de duas horas e depois mais uma hora para o aquecimento.

Em Pequim, 2008, Bolt fez o tempo de 9s69. Em Londres, 2012, baixou para 9s63. Agora no Brasil, ele fez 9s84. Para nós, ele continua sendo o homem mais rápido do mundo, mas para ele foi uma decepção, pois sabe que poderia ter condições de fazer um tempo bem menor. #Taça Olímpica