A Era Tite na Seleção brasileira começou às 18h desta quinta-feira, 1 de setembro, com a vitória do time nacional por 2 a 0 contra os equatorianos. O jogo aconteceu no Estádio Olímpico Atahualpa, localizado a 2850 metros de altitude na cidade de Quito. Os gols só saíram no segundo tempo. O primeiro aconteceu aos 26min55, em pênalti convertido pelo craque Neymar, no canto direito do goleiro Alexander Dominguez. Instante antes, o arqueiro recebeu cartão amarelo depois da falta dentro da área cometida sobre o jovem atacante Gabriel Jesus, que resultou no lance capital da partida até ali.

A nova estrela da Seleção foi o protagonista do jogo, ofuscando mesmo Neymar, estrela máxima de um time carente de craques.

Publicidade
Publicidade

Aos 42 minutos, foi do próprio Gabriel Jesus ir para as redes, depois de uma assistência de Marcelo, finalizando com o pé direito. A estreia que já era boa ficou ainda melhor com o seu segundo gol, com a assinatura de quem sabem muito. Cinco minutos depois, depois de receber assistência de Neymar, o jovem atacante do Palmeiras girou próximo à meia-lua e bateu de novo com o pé direito, firme, forte e indefensável. O belo gol coroou uma estreia perfeita do craque, que assim já se escalou para o jogo de terça-feira contra os colombianos.

Com a vitória, o #Brasil chegou aos 12 pontos (contra 13 do Equador) e torcerá por uma vitória do Paraguai contra o Chile (partida de hoje, às 21h) para que se mantenha no grupo das seleções com vaga para o mundial de 2018, na Rússia. O resultado positivo na altitude de Quito traz um pouco de tranquilidade para o time de #Tite, que, na quarta-feira tem um duro desafio frente à Colômbia (que hoje venceu a Venezuela por 2 a 0), partida que acontece terça-feira, às 21h45, na Arena Amazônia.

Publicidade

A estreia surpreendeu ao torcedor mais otimista e abriu um fio de esperança de novos tempos para o selecionado brasileiro, que, nos últimos tempos tem sido protagonista de grandes decepções. Se antes, o próprio treinador se dava por feliz se conseguisse quatro pontos nos seis em disputa (Equador e Colômbia), o resultado abre uma chance real para que o Brasil finalize esta etapa das Eliminatórias finalmente entre aqueles que terão carimbado o passaporte a próxima Copa do Mundo. #Seleção de Futebol