O "Cheirinho" permanece firme na Gávea. Em mais uma atuação segura, o Flamengo obteve nova vitória no #Campeonato Brasileiro. Neste sábado, na abertura da 24ª rodada da principal competição do futebol nacional, o Rubro-Negro foi ao Barradão, em Salvador e, de virada, derrotou o Vitória pelo placar de 2 a 1.

Com esse resultado, o "Mais Querido" se igualou ao Palmeiras nos 46 pontos e torce para o Alviverde de Palestra Itália perder para o Grêmio na noite de domingo, em Porto Alegre. Caso isso aconteça, poderá assumir a liderança isolada da #Série A na quarta, às 21h45 (de Brasília), quando enfrenta os próprios paulistas na casa deles.

Publicidade
Publicidade

Por outro lado, a equipe baiana, com 26 pontos, permanece em 18º lugar, ameaçado pelo rebaixamento.

O início, porém, não foi promissor para os cariocas. Tendo uma forte marcação no setor de meio-campo, o Vitória dominou as ações e, em duas oportunidades, quase abriu o placar com Kieza e Serginho. Gabriel, em uma finalização de longe, tentou levar o Flamengo à reação, mas, aos 21 minutos, uma finalização ruim de Diego Renan acabou tornando-se uma passe para Zé Love. Mostrando oportunismo, o estreante da noite se antecipou a Jorge e, de pé direito, abriu o placar para os donos da casa.

Mesmo com a vantagem, o Vitória permaneceu melhor, mas permitiu uma subida de produção do Flamengo, o que acabou sendo fatal aos 43 minutos, quando Pará avançou pela direita e cruzou na cabeça de Fernandinho.

Publicidade

Com uma testada firme, o atacante mandou no canto esquerdo, sem qualquer oportunidade de defesa para Caíque.

O segundo tempo começou equilibrado. Aos 12 minutos, Zé Ricardo usou sua primeira substituição, colocando Alan Patrick na vaga de Fernandinho. O prêmio veio aos 14. Depois de tabelar com Diego, Gabriel entrou livre na área e, com tranquilidade, esperou a saída de Caíque para estufar as redes: Flamengo 2 a 1.

O gol sofrido abalou o Vitória, que, de maneira desordenada, tentou o empate, mas teve qualquer tipo de reação encerrada aos 27 minutos com o cartão vermelho dado a Diego Renan. Com o revés, Vagner Mancini acabou sendo demitido no vestiário e não é mais o técnico do Rubro-Negro Baiano, que, na quinta, irá ao Beira-Rio, em Porto Alegre, para encarar o Internacional. #PaixãoPorFutebol