Além do habitual troca-troca de pilotos e equipes, a #Fórmula 1 está em vistas de sofrer uma profunda transformação nos bastidores. Segundo reportagem do periódico alemão "Auto, Motor und Sport" desta terça, a Liberty Media Corporation, de propriedade do magnata norte-americano John Malone, estaria disposta a fazer um alto investimento para tornar-se uma das acionistas da modalidade comandada pelo empresário e ex-piloto, o britânico Bernie Ecclestone, desde o final dos anos 80.

De acordo com o jornal germânico, o negócio girará em torno de U$ 9 bilhões (aproximadamente R$ 36 milhões). Também abordando o assunto, o Financial Times, dos Estados Unidos, publicou que, nesse caso, a Liberty adquiria 35% das ações, atualmente em poder da CVC Capital Partners, empresa majoritária da F1, sendo 10% de forma imediata e o restante posteriormente.

Publicidade
Publicidade

Outro a demonstrar interesse na maior categoria do #Automobilismo mundial foi a RSV Ventures, proprietária, dentre outro o Miami Dolphins, equipe de futebol americano. No entanto, tanto o "Auto Motor und Sport" quanto o Financial Times são unânimes em manter o favoritismo do negócio ao grupo dirigido por Malone. A definição só acontecerá, possivelmente, no final de 2016.

O clima também ferve nas pistas. No último domingo, foi disputado o Grande Prêmio da Itália e, com uma direção segura, o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, venceu a corrida disputada no tradicional autódromo de Monza, confirmando a vice-liderança do Campeonato Mundial de Pilotos da atual temporada com 248 pontos, dois a menos do que o primeiro colocado o inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de escuderia. Sebastian Vettel completou o pódio do GP da Itália, enquanto os brasileiros tiveram resultados bem distintos.

Publicidade

Despedindo-se do circo da Fórmula 1, Felipe Massa, da Williams, acabou em nono lugar. Já o seu xará, Felipe Nasr, pilotando uma Sauber, envolveu-se em uma confusão ainda durante o momento da largada e acabou sendo obrigado a desistir da prova da corrida antes da primeira volta ser completada.

No dia 18 de setembro, os motores voltam a roncar´, dessa vez no GP de Cingapura. #Negócios