Durante reunião do Conselho Deliberativo do Internacional, realizado nesta segunda-feira (26), o presidente colorado, Vitório Piffero assumiu a responsabilidade pelo mau momento vivido pela equipe do Inter no #Brasileirão 2016. O time treinado por Celso Roth ocupa a 18ª colocação na tabela de classificação, em segundo lugar na zona do rebaixamento. 

Mais do que se responsabilizar pelo momento técnico ruim da equipe, o mandatário colorado abordou um assunto do qual tem se esquivado há semanas, desde que o Inter entrou no Z-4, a possibilidade do rebaixamento.

Em todas as entrevistas coletivas concedidas aos veículos de comunicação nos últimos dias, quando questionado sobre a possibilidade de rebaixamento do Inter, Piffero se limitava a dizer que não falava desse assunto, que isso não fazia parte do vocabulário do Internacional.

Publicidade
Publicidade

No entanto, nesta segunda-feira, na reunião do conselho, o presidente do Inter admitiu para os seus companheiros que dorme, sonha, perde o sono, pensando no que deve ser feito para evitar o rebaixamento.

Piffero acredita que a mudança na situação da equipe passa pelo estado anímico, mas confessou que isso, a cada dia, tem se tornado mais complicado e, nas últimas partidas, mais de um jogador saiu chorando de campo. O presidente do Internacional lembrou que o clube já viveu momentos como esse. Em 1999, contra o Palmeiras, e em 2002, contra o Payssandu. Em ambas as situações venceu os confrontos e conseguiu evitar cair para a Segundona.

O presidente do Inter também criticou a imprensa por supervalorizar alguns episódios envolvendo ação de torcedores contrariados com o momento vivido pelo clube.

Publicidade

Piffero disse que, quando o Inter chegou no Aeroporto Salgado Filho, às 3h30min da madrugada de segunda-feira, havia não mais do que 10 torcedores protestando à espera da delegação, mas, pelo que foi divulgado, parecia ser uma movimentação bem maior. 

Com relação ao incêndio nas proximidades do CT no Beira-Rio, na tarde desta segunda-feira (26), o presidente #Vitório Piffero afirmou que havia cerca de 20 pessoas no local e apenas um indivíduo colocou fogo na vegetação. O mandatário colorado acrescentou que, da forma como o assunto foi divulgado na mídia, dava a impressão de que o Centro de Treinamento fora destruído.

Ao final da reunião do Conselho Deliberativo, o presidente do Internacional pediu apoio aos seus colegas e companheiros até a última partida do Brasileirão 2016. Vitório Piffero disse também que está estudando a possibilidade de diminuir o preço dos ingressos para a partida contra o Figueirense, considerada fundamental para o Inter, no próximo final de semana.  #Campeonato Brasileiro