O ciclo de #Felipe Massa na Fórmula 1 já tem data para acabar. Em coletiva ocorrida nesta quinta, em Monza, palco do Grande Prêmio da Itália, no domingo, o piloto confirmou a sua saída da modalidade após o GP de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, no próximo dia 27 de novembro. O fato de não renovar o contrato com a britânica Williams, sua atual escudeira, e sem qualquer expectativa de acertar com uma equipe competitiva para a próxima temporada são os motivos apresentados pelo brasileiro para tomar essa decisão.

Ao final de 2016, Massa, nascido em São Paulo há 35 anos, terá atingido a 250 GPs ao longo de sua carreira na F1, por onde estreou em 2002.

Publicidade
Publicidade

Depois de conquistar a F-Renault europeia e italiana em 2000 e da F3000 europeia no ano seguinte, ele assinou com a Ferrari, mas, para ganhar experiência, começou na Sauber, porém, entrou em conflito com o chefe da equipe suíça, Peter Sauber. E, em 2003, ficou como piloto de testes da Ferrari. Resolvido as pendências, voltou para a Sauber em 2004 e permaneceu por lá durante duas temporadas.

Em 2006, substituindo o amigo e compatriota Rubens Barrichello, finalmente assumiu o posto na Ferrari, tendo, como companheiro, Michael Schumacher. Obteve suas primeiras vitórias na #Fórmula 1, mas só ganhou mais espaço dois anos depois, quando disputou o título com Lewis Hamilton, na época, da McLaren, até a última corrida, o GP do Brasil, em Interlagos e, mesmo vencendo em casa, só não conquistou aquele título porque o inglês, há poucas voltas do fim, conseguiu chegar em quinto lugar, posição limite para assegurar a taça da competição.

Publicidade

Casado com Anna Rafaela Bassi e pai de Felipe Bassi Massa, Felipe Massa obteve, até o momento, 16 pole positions, 15 melhores voltas e 41 pódios ao longo de sua trajetória na competição mais importante do #Automobilismo mundial. Além disso, ele conquistou 11 vitórias, tornando-se, ao lado de Rubens Barrichello, o quarto brasileiro com mais triunfos na modalidade, atrás do tricampeão Ayrton Senna (41) e dos bi Nelson Piquet (23) e Emerson Fittipaldi (16).