Além de ficar somente a três pontos do G-4, o Fluminense conseguiu uma importante marca com a vitória de 4 a 2 sobre o Atlético-MG na noite da última segunda, em Édson Passos, no encerramento da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com os gols de Douglas, Marquinho, Gustavo Scarpa e Maranhão (Robinho e Otero descontaram para os mineiros), o Tricolor encerrou um jejum de seis anos sem saber o que era vencer o Galo.

A última vez havia sido no dia 23 de setembro de 2010. Na ocasião, ambos se enfrentaram pela 24ª rodada daquele Brasileirão e o #Fluminense, que acabaria ficando com o título, não tomou conhecimento do Atlético-MG e, em partida realizada no Engenhão, goleou o adversário por 5 a 1.

Publicidade
Publicidade

Curiosamente, Marquinho também estava nessa partida e balançou as redes mineiras. Carlinhos (2), Gum e Leandro Euzébio completaram o massacre tricolor, enquanto Daniel Carvalho, de falta, descontou para o Galo. Esse resultado provocou a demissão de Vanderlei Luxemburgo do comando-técnico do Atlético-MG.

De lá para cá, antes do confronto de segunda, haviam sido disputadas mais onze partidas com cinco empates e seis vitórias do Atlético-MG, que, apesar do revés, mantém a supremacia no histórico de duelos entre ambos. Desde 1930, os rivais estiveram frente-a-frente em 87 ocasiões e o Galo levou a melhor por 35 vezes contra 27 do Tricolor e não houve vencedor em 25 situações.

Com o resultado positivo, o Fluminense atingiu os 37 pontos, subiu para o sétimo lugar na classificação do Brasileiro e, na quinta, tem mais uma oportunidade de, finalmente, entrar no seleto grupo dos quatro primeiros da competição, o que asseguraria presença na Taça Libertadores da América.

Publicidade

A partir das 19h30 (de Brasília), novamente no Giulite Coutinho, em Édson Passos, recebe a Chapecoense. Nos mesmos dia e horário, o Atlético-MG, que, diante do revés, manteve-se na terceira posição com 42 pontos, busca não perder o contato com o Palmeiras (líder) e Flamengo (vice). Para isso, necessitará derrotar, na Arena Independência, em Belo Horizonte, o Sport.  #Atlético Mineiro #PaixãoPorFutebol