A noite da próxima quarta-feira (7) reserva muitas emoções para torcedores de #Palmeiras e São Paulo no Allianz Parque. Líder do Brasileirão com 43 pontos, três a mais do que o segundo colocado, o Flamengo, o anfitrião Alviverde vai receber o São Paulo Futebol Clube quase em flagelo. A situação do tricolor do Morumbi é uma das mais desconfortáveis na tabela do torneio nacional: com 28 pontos e na 11ª colocação, a equipe de Ricardo Gomes está a apenas quatro posições da zona da degola.

Do outro lado, e em condição incomparavelmente mais confortável, está Cuca e seus comandados que nunca perderam em casa para os adversários da 23ª rodada do #Campeonato Brasileiro desde a reinauguração do Palestra Itália.

Publicidade
Publicidade

Mesmo assim, o Palmeiras ainda poderá contar com um bom reforço no meio de campo se Moisés se recuperar a tempo de um desconforto no tornozelo direito, sentido na última partida do Verdão, pela Copa do Brasil, contra o Botafogo, da Paraíba, que o tirou de campo ainda durante a primeira etapa. O jogo foi realizado em São Paulo, dia 31, e o clube paulista venceu os paraibanos por 3 a 0, apesar das vaias da "turma do amendoim" que, ao final do primeiro tempo, protestou pelo placar de zero a zero. Na oportunidade o técnico Cuca decidiu poupar parte do time titular em preparação para o clássico contra o rival.

Neste domingo (4), o zagueiro Yerri Mina e o meia Moisés fizeram trabalhos na Academia de Futebol com o fisioterapeuta Jomar Ottoni já que ambos desejam estar em condições de serem relacionados para o confronto contra o São Paulo.

Publicidade

O colombiano, já à disposição do treinador palmeirense, esteve nas dependências do CT do Palmeiras apenas para fortalecer sua musculatura com atividades específicas.

A batalha marcada para começar às 21h45 será um teste de paciência para ambos os técnicos pois mesmo estando à frente na tabela do Brasileirão, Cuca não ficou nem um pouco satisfeito com as vaias de parte da torcida na última quarta-feira.

Já Ricardo Gomes tem a missão de tirar o São Paulo do purgatório e devolver a confiança aos seus jogadores e à sua torcida que, no sábado passado (27), invadiu o Centro de Treinamento do São Paulo, vizinho à Academia de Futebol do Palmeiras, para cobrar honra dos atletas são-paulinos.

Porém, o retrospecto revelado pelos últimos Choques-Rei é desolador para o tricolor; desde que o antigo Palestra Itália deu lugar à moderna Arena Allianz Parque o São Paulo visitou o local duas vezes e não balançou as redes do Verdão em nenhuma delas. Pelo Campeonato Paulista, perdeu por 3 a 0 e pelo Brasileirão levou uma pré-goleada de 4 a 0, isso sem precisar relembrar o gol, por cobertura, de Robinho sobre Rogério Ceni, ex-goleiro do time do Morumbi.

Nesta segunda-feira, o elenco palmeirense se reapresentará na Academia para dar sequência aos treinamentos visando o clássico pela 23ª rodada do nacional, rumo ao 9º título do Campeonato Brasileiro para reafirmar-se como o maior detentor de títulos nacionais do país. #PaixãoPorFutebol