José Aldo, o campeão interino dos peso-pena do #UFC, diz ter chegado ao seu limite após a confirmação da luta entre McGregor e Eddie Alvarez no UFC, que vai acontecer em Nova York no mês de Novembro. Em entrevista á "Revista Combate", José Aldo informou que vai realmente se aposentar do #MMA.

O brasileiro chegou a pedir, em entrevista ao Combate.com, a liberação do seu contrato com UFC. Dana White logo respondeu a Aldo, dizendo que não faria isso e que tentaria fazer o melhor para chegarem em um comum acordo.

José Aldo disse que Dana White havia prometido algo para ele, e que já vinha em seu pensamento não lutar mais no MMA. 

- "Sentei com o Dedé [treinador] há algum tempo, e depois de um bate-papo resolvi lutar com Frankie Edgar, eu queria ganhar.

Publicidade
Publicidade

Essa luta foi para o Dedé. Quando terminou a luta dediquei a vitória a ele. Logo depois disso aguardei, me falaram que a luta já estava fechada, gente do UFC me garantiram que a luta estava certa. Não estou de cabeça quente ou algo assim, pelo contrário, estou tranquilo. Muito antes de tudo isso já havia decidido encerrar minha carreira aos 30 anos de idade e seguir meu caminho."

"Eu nunca lutei pelo dinheiro, queria algo mais que isso, queria deixar uma história, queria deixar um legado na categoria peso-pena. Queria me aposentar sendo o único campeão peso-pena, mas infelizmente não foi possível, mas ainda sou campeão inteiro da categoria, estou lá em cima, e realmente estou de saco cheio de tudo isso."

José Aldo reforçou o pedido já feito anteriormente para que o UFC libere do contrato e disse que não luta por dinheiro.

Publicidade

- "Hoje estava conversando com meu treinador, e não adianta, não adianta me oferecerem mais grana, para mim não é questão de dinheiro, eu realmente estou de saco cheio. Cheguei ao meu limite, e se Dana White realmente gosta de mim e da minha família, ele vai me liberar do contrato, não quero briga com ninguém. O UFC nunca me deu nada, tudo que eu tenho foi eu quem conquistei. Eu dei mais em troca ao UFC do que eles para mim. Tudo que eu quero é seguir meu caminho. Me desculpem pelas palavras, mas não sou nenhuma p*t* para ficar me vendendo. Meu pai me fez homem!"

Aldo ainda relembrou que, há alguns anos atrás, quando gostaria de subir ao octógono para enfrentar Pettis, que na época era campeão dos leves, Dana White avisou que nem precisaria abrir mão do cinturão dos penas; situação parecida, hoje, com a de Connor McGregor. #Jose Aldo