Se a derrota para a rival Argentina na última semana havia ligado o sinal de alerta na seleção do Uruguai, o time voltou a tranquilizar seus torcedores nesta terça-feira, dia 6, após golear o Paraguai por 4 a 0 no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Com uma noite inspirada da dupla de ataque Suárez e Cavani, os donos da casa não deram chances para os rivais. O Uruguai é o líder das Eliminatórias, com 16 pontos, um a mais que Brasil e Argentina, segundo e terceiro colocados, respectivamente. O Paraguai segue com 12 pontos e fica na sexta colocação, atrás de Equador, em quinto, e Colômbia, em quarto, ambos com 13 pontos.

 

A partida

Empolgado por sua torcida, o Uruguai encurralou os paraguaios desde o começo.

Publicidade
Publicidade

A superioridade deu frutos aos 18 do primeiro tempo, quando a equipe ganhou jogada no meio de campo e partiu para o ataque. Aberto pela direita, Suárez fez bom cruzamento e Cavani fuzilou para o fundo das redes, abrindo o placar para os donos da casa.

O Paraguai tentou responder de forma tímida, mas o Uruguai continuava controlando as ações do jogo. Aos 41, Gastón Ramírez fez uma ótima cobrança de escanteio com efeito pela direita. Cristian Rodríguez subiu mais alto que a marcação e cabeceou sem chances para o goleiro Muslera.

Com os dois gols de vantagem no placar, o Uurugai pode jogar tranquilo, enquanto o Paraguai passou a se desesperar. Ainda no primeiro tempo, aos 45, Luis Suárez fez boa jogada dentro da área adversária e acabou derrubado por Pablo Aguilar. O próprio Suárez bateu a penalidade e converteu.

Publicidade

Três a zero para o Uruguai e jogo praticamente definido para o segundo tempo.

Abatido, os paraguaios não conseguiram superar o ótimo #Futebol e buscar reação no segundo tempo. Com tranquilidade e ótimo futebol, o Uruguai seguiu controlando o jogo e buscando o golpe de misericórdia. E ele veio logo aos 8 da segunda etapa. Após ótima jogada pela esquerda, Luis Suárez limpou os defensores e tocou na medida para Cavani, que testou para a rede e selou a goleada. Quatro a zero, fora o baile. Dali pra frente foi só segurar a partida e aguardar pelo apito final. #Esporte #Futebol Internacional