Principal jogador da seleção brasileira, #Neymar desenvolveu uma espécie de rivalidade particular com a Colômbia nos últimos anos. Durante as quartas de final da Copa de 2014, vencida pela #Brasil, o craque brasileiro foi acertado por uma joelhada de Zuñiga, que o lesionou e o tirou do Mundial. Já na Copa América do Chile, em 2015, o jogador se envolveu em uma confusão com os adversários e foi expulso, vendo a derrota brasileira de fora do campo. Já nesta terça-feira, dia 6, Neymar parece deixou os conflitos com os colombianos de lado e fez o que sabe fazer de melhor: jogar bola.

Com uma atuação excepcional na Arena da Amazônia, em Manaus, o camisa 10 deu uma assistência e marcou um gol, garantindo a vitória brasileira e colocando o Brasil na segunda posição das Eliminatórias da Copa de 2018, com 15 pontos; mesma pontuação da Argentina, segunda colocada, e um ponto atrás do líder Uruguai, com 16.

Publicidade
Publicidade

Diferente das últimas partidas contra o adversário, Neymar conseguiu escapar das faltas duras e não entrar na pilha dos rivais. A recompensa veio em forma de ótimo #Futebol e de alegria para Tite e seus comandados. Satisfeita, a torcida também vibrou com a segunda vitória consecutiva da seleção brasileira na competição.

 

O jogo

Focado, o Brasil entrou no jogo com uma postura agressiva e partindo pra cima dos colombianos. Logo no primeiro minuto, Marcelo e Neymar fizeram boa jogada em direção à área do adversário e o Brasil ganhou o escanteio. Neymar bateu fechado na primeira trave e o zagueiro Miranda aproveitou a saída atrapalhada do goleiro Ospina e cabeceou para o gol.

Com a vantagem no placar logo no ínicio do jogo, o Brasil ganhou tranquilidade para tentar construir jogadas e arriscar chutes.

Publicidade

Aos 32 do primeiro tempo, Neymar fez ótimo lançamento para Paulinho, que ultrapassou a defesa e completou com a mão. Gol anulado e cartão amarelo para o volante, que está suspenso para a próxima partida, contra a Bolívia.

Se o Brasil arriscava mais, a Colômbia tentava não se acomodar no jogo. Aos 35, James Rodríguez bateu falta para a área e o zagueiro Marquinhos acabou jogando para a própria rede. Gol contra e igualdade no placar. Na jogada seguinte, o Brasil tentou responder com boa jogada de Gabriel Jesus e Neymar, mas o chute do camisa 10 acabou nas mãos do goleiro.

 

 Segundo tempo e gol decisivo de Neymar

Com o 0 a 0, os times voltaram para a segunda etapa com mais cautela, mas ainda buscando o gol em jogadas isoladas. Aos cinco, os colombianos chegaram com perigo em chute de Muriel, acertando a rede pelo lado de fora.

Os brasileiros responderam com jogada ensaiada pela direita, mas Ospina saiu e evitou finalização do zagueiro Miranda, que recebeu passe em profundidade de Daniel Alves.

Publicidade

Aos 17, novo escanteio e cabeçada de Gabriel Jesus, que mandou pra fora. Aos 20, Tite trocou William por Philippe Coutinho. Pouco depois, aos 28, o meia mostrou porque é um dos favoritos da torcida. Com boa jogada, Coutinho fez ótimo passe para Neymar na esquerda, que só ajeitou e finalizou para o fundo das redes. 2 a 1 e placar sacramentado em Manaus.

O gol deu empolgação para os brasileiros, que tentaram sem sucesso mais algumas boas jogadas com o trio Neymar, Coutinho e Gabriel Jesus. Já no final do jogo, a Colômbia partiu pra cima para tentar o empate no abafá. Aos 41, o goleiro Alisson se atrapalhou em saída do gol após cruzamento dos colombianos, mas a defesa afastou. Logo depois, aos 43, Cuadrado cruzou para James dentro da área, mas o craque colombiano foi travado pela defesa brasileira e não conseguiu finalizar com precisão.

Empolgada, a torcida brasileira soltou os gritos de “olé” e só esperou até o apito final. Com duas vitórias em seus dois primeiros jogos, o técnico Tite segue com 100% de aproveitamento e mostra uma equipe com claros sinais de evolução e jogadores inspirados. Se há poucos meses o cenário era de preocupação, agora a torcida já encontra motivos para se empolgar.