Quem não se lembra do nadador Daniel Dias que tem uma doença degenerativa, nasceu sem um braço e sem uma perna? Em Londres, ele emocionou o mundo ganhando a #medalha de ouro para o Brasil e também realizando pedindo sua noiva em casamento. O casamento aconteceu, ele participou de outras competições e se preparou para as Paralimpíadas Rio-16.

Nesta quinta-feira, dia 8, Daniel Dias, no Estádio Aquático, palco da modalidade da #Natação, ganhou mais medalhas de ouro. Aos  28 anos, ele já conquistou 11 ouros. Assim, além de ser multimedalhista, ainda é um grande ídolo da torcida que dizia ter ido para prestigiar o paratleta da natação.

Publicidade
Publicidade

Assim que passou pela classificatória dos 200m livres, na classe s5, para pessoas com deficiência física, o nadador ganhou o ouro com o tempo de 2min27s88. Ficando com nove segundos á frente do segundo colocado, levando o público à loucura.

Exibindo a medalha de ouro, muito emocionado, Daniel Dias disse que estava extremamente feliz em viver aquele momento, por ter sempre apoio das pessoas presentes, inclusive de sua família que o acompanha de perto.

Na torcida, estavam o pai, Paulo Dias, a mãe, Rosana de Farias Dias, assim como a esposa, Raquel Andrade e os dois filhos, Asaph, de 2 anos, e Danielzinho de 1 ano.  Daniel disse que era um sonho ver um filho dele assistindo a competição.

O pai do nadador disse estar muito orgulhoso e feliz de estar ali, e também estava contente com o apoio das pessoas, pois, segundo ele, é muito bom ver todo esse reconhecimento pelo sucesso do filho.

Publicidade

No sábado, dia 10 de setembro, ele disputará os 50m borboleta, classe s5, podendo aumentar a coleção de medalhas que tem. Suas outras provas são 100 m livre, 50 m costas e, na classe SB4, os 100m peito.

Também nesta quinta-feira, Italo Pereira ganhou bronze na prova 100m costas classe s7, com a marca de 1min 12s48. Na prova, quem ganhou a medalha de ouro, foi o ucraniano Ievgeni Bogdiaiko.

Além do ouro de Daniel Dias e bronze de Ítalo Pereira, teve mais medalhas no primeiro dia de jogos. Medalha de prata no 5.000m para Odair Santos. Ricardo Costa de Oliveira ganhou de ouro na prova de salto, com a marca de 6.52.

No basquete em cadeiras de rodas, o Brasil foi derrotado no masculino pelos EUA por 75 a 83. Mas no feminino, o show teve o placar de 85 a 19. #Esporte