Na manhã desta segunda, surgiram informações de que o #Flamengo teria assumido o posto de favorito para assumir a gestão do Maracanã, porém, em entrevista concedida ao programa Bate-Bola, do canal fechado ESPN Brasil, o presidente do #Fluminense, Peter Siemsen,negou essa possibilidade. Segundo o mandatário, o Tricolor vem negociando com o Rubro-Negro e, por enquanto, tudo o que surge na imprensa são especulações.

" A especulação corre solta. O Fluminense não pode se deixar levar. Hoje eu almocei com o Fred Luz (gestor-executivo do Flamengo). O que nós sabemos é que o Flamengo diz que tem vontade de operar o estádio, o Flu também", revelou o dirigente, acrescentando que, dependendo de sua vontade, o estádio pertence a todos os clubes, especialmente os cariocas.

Publicidade
Publicidade

"Acho que todos os clubes do Rio têm direito de jogar no estádio. Me sinto tranquilo de negociar com o Flamengo nessa linha", complementou.

Fundado pelo então Governo do Estado da Guanabara para a Copa do Mundo de 1950, o Maracanã passou a ser administrado pela Odebrecht em 2013. Nesse mesmo ano, o Fluminense foi o primeiro a assinar um contrato para atuar no estádio. Conforme esse acordo, válido por 32 anos, o Tricolor teria direito a tudo o que fosse arrecadado com a venda de ingressos nos Setores Norte e Sul (atrás dos gols), além de poder utilizar a parte interna para a construção de lojas oficiais do clube e lucro com vagas de estacionamento. Logo em seguida, o Flamengo também firmou um vínculo para utilizar as instalações do "Maior do Mundo".

Em nota oficial, a Odebrecht confirmou a intenção de devolver a concessão do Maracanã para o Governo do Rio de Janeiro e este já revelou que abrirá uma nova licitação para a organização privada.

Publicidade

Até o próximo dia 30 de outubro, o estádio ficará aos cuidados do Comitê Olímpico Internacional.

Desde o início desta temporada, Flamengo e Fluminense vêm sofrendo para exercerem os seus mandos de campo. Arena das Dunas (Natal), kléber Andrade (Cariacica), Mário Helênio (Juiz de Fora), Raulino de Oliveira (Volta Redonda), Pacaembu (São Paulo), Giulite Coutinho (Édson Passos, distrito de Mesquita, no Grande Rio) e Arena da Amazôna (Manaus) foram algumas das opções encontradas por rubro-negros e tricolores.  #PaixãoPorFutebol