Roger Machado não é mais técnico do #Grêmio, e isso pode fazer ele ir para o #Corinthians. Nessa quarta-feira (14), o Grêmio perdeu por 3 a 0 para a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli. O jovem treinador Roger Machado não resistiu a pressão e pediu para deixar o comando técnico do clube gaúcho. 

A torcida do Corinthians vem fazendo muitas críticas ao seu atual treinador, e muitos já pedem a contratação do treinador gaúcho. O Timão encarrou o Coritiba no Couto Pereira nessa quarta-feira, mas só empatou e demonstrou um #Futebol péssimo. 

No fim da segunda etapa, o Corinthians ficou com um jogador a mais, muitos esperavam que Cristóvão Borges mexesse no time, mas isso não aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Por conta disso, a equipe paulista deixou o G4 e vai se distanciando de uma vaga na Libertadores da América do próximo ano.

O treinador não vem mostrando um bom trabalho a frente do Corinthians, a falta de boas opções no mercado poderia segurar o trabalho de Cristóvão pelo menos até o fim do ano, mas com Roger Machado livre, as coisas podem mudar.

Logo após a saída de Tite para comandar a seleção brasileira, o ex-treinador corintiano indicou a diretoria o nome de Roger Machado. Mas Roger preferiu continuar a frente do Grêmio e não acertou com o Timão. A proposta financeira do Corinthians era muito boa, dobraria o salário do treinador, mas mesmo assim, preferiu continuar o seu trabalho em Porto Alegre.

Roger é ídolo no Grêmio por conta das suas passagens pelo clube ainda como jogador. Em 2011, começou a trabalhar como auxiliar técnico, e como auxiliar enfrentou o Internacional duas vezes, e venceu ambas.

Publicidade

Em 2014, foi treinar o Juventude, mas passou poucos meses e acabou sendo demitido. 

Em maio de 2015, foi anunciado como treinador principal do Grêmio. Ele chegou com a difícil missão de suceder o trabalho de Vanderlei Luxemburgo. Ainda no mesmo ano, Roger venceu o grenal 407, jogo que entrou para a história, sendo uma das maiores goleadas já aplicadas no seu maior rival, o Internacional. 

Ele treinou o Grêmio por 86 oportunidades e agora está livre no mercado.