Um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nesta segunda-feira (26) foi a entrevista concedida pelo presidente do Vitória da Bahia ao jornal Correio 24 horas de Salvador. Na oportunidade o mandatário do clube baiano, #Raimundo Viana teria declarado que o presidente do #Grêmio, Romildo Bolzan Jr, havia lhe pedido para ajudar a rebaixar o Internacional, que está numa situação difícil na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. 

Raimundo disse ainda na entrevista concedida ao jornal baiano que o mandatário gremista lhe confidenciou que seria um "sonho" ver o Internacional, tradicional adversário dentro da eterna rivalidade Grenal, rebaixado para a Segunda Divisão. 

Como era de se esperar, assim que foi veiculada a entrevista do presidente do Vitória o assunto cresceu na mídia esportiva nacional e Raimundo Viana foi convidado a conceder várias entrevistas aos mais diversos meios de comunicação do Brasil.

Publicidade
Publicidade

Porém, ao ser questionado a respeito da acusação feita contra o presidente do Grêmio para a Rádio Grenal de Porto Alegre, Raimundo não foi tão enfático. 

Em entrevista para a emissora de rádio gaúcha o presidente do Vitória desmentiu tudo. Raimundo Viana disse que não teria sentido esse tipo de assunto e que o clube baiano possui muito respeito pela ética no futebol e que luta para manter o nível num padrão mais elevado possível.

O presidente do clube baiano acrescentou que na conversa que teve com #Romildo Bolzan não tocaram em assuntos relativos a Série A ou B. Raimundo Viana afirmou que o Vitória irá enfrentar o Grêmio com o mesmo empenho com o qual jogou contra o Internacional quando venceu os dois confrontos. De acordo com o mandatário do clube baiano, o objetivo da conversa com Bolzan foi para tratar da transferência da partida entre Vitória e Grêmio, anteriormente marcada para ocorrer no Barradão, mas que será realizada na Fonte Nova.

Publicidade

Já o mandatário do Tricolor gaúcho quando consultado sobre a polêmica entrevista de Raimundo Viana ao jornal baiano, explicou que o próprio presidente do Vitória já havia desmentido o assunto. Romildo Bolzan esclareceu que jamais proporia esse tipo de coisa e se preocupa com as coisas do Grêmio, nada tendo a acrescentar a respeito dos assuntos do Internacional.