No passado, a Associação #Portuguesa de Desportos, a famigerada Lusa do Canindé, foi um dos grandes times do Estado de São Paulo.

O verbo 'foi' descreve perfeitamente o que 'é' o clube paulista nos dias atuais: tem um passado brilhante mas um presente terrível e sem nenhuma perspectiva de futuro sendo que ele, o futuro, pode não existir juntamente com a própria equipe.

Na tarde deste domingo (18), a Lusa foi derrotada por 2 a 0 para o time do empresário Eduardo Uram, o Tombense, do interior de Minas Gerais. O resultado da partida realizada na casa dos mineiros culminou com o descenso do time paulistano à última série do #Campeonato Brasileiro, a Série D.

Publicidade
Publicidade

A campanha da Portuguesa de Desportos só não foi a pior - dos dezoito jogos disputados o time do técnico Márcio Ribeiro, contratado no último dia 23 de agosto, venceu apenas 4, empatou outros dois e perdeu todos os 12 restantes, totalizando 14 pontos ganhos - porque o Guaratinguetá, também no Grupo B da Série C, já estava rebaixado com apenas 4 pontos.

Alex, do Tombense, foi o responsável pelo início da desesperadora tarde dos lusitanos quando, aos 29 minutos da etapa inicial, chutou contra o gol de Pegorari e abriu o placar no interior mineiro. Enquanto isso, no Rio de Janeiro, outro time consternado com o rebaixamento, o Botafogo-SP, anotava um tento contra o Macaé e afundava a Lusa ainda mais na vaga da Série D.

Para sair do fundo do poço e permanecer na Série C, a Portuguesa precisaria virar o jogo contra o Tombense mas não foi o que aconteceu.

Publicidade

No segundo tempo, o time paulista assistiu Bileu ficar com a sobra de uma bomba chutada por Ewerton Maradona, que acertou o travessão do goleiro da Lusa, e marcar o segundo gol dos anfitriões, aos 24 minutos.

Com 96 anos fundação e após permanecer por muitas temporadas como protagonista na elite do futebol brasileiro, tendo sido vice campeã do Brasileirão em 1996, grandes nomes passaram pelo clube, entre eles Zé Roberto, Djalma Santos, Dener, Julinho Botelho, Dener, Ivair e Enéas.

A decadência da Lusa começou em 2013, última participação do time na Série A do Campeonato Brasileiro. Naquele ano, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu pelo rebaixamento da equipe após condenar a agremiação pela escalação incorreta de Heverton, em uma partida contra o Grêmio, fato que gerou grande polêmica já que o time estava ciente de que poderia ser punido caso cometesse a irregularidade.

O Ministério Público concluiu que a Portuguesa escalou o meia de maneira premeditada, na última rodada do Brasileirão de 2013, em troca de vantagens financeiras que teriam chegado a R$ 20 milhões.

Publicidade

As principais suspeitas sobre quem teria 'comprado a vaga na Série A' recaíram sobre o Flamengo e o Fluminense.

Se dentro de campo a situação da Portuguesa de Desportos não é nada confortável, fora dele é ainda pior. Com dívidas que ultrapassam a marca de R$ 200 milhões, o clube poderá ver parte do Canindé ir a leilão, em novembro deste ano, para que o valor arrecadado possa ser usado para o pagamento de indenizações trabalhistas e empréstimos com instituições financeiras. #PaixãoPorFutebol