O sonho do jogador #Lucas Lima sempre foi atuar num grande clube europeu. O atleta do Santos nunca escondeu isso de ninguém, tanto que os torcedores e os dirigentes do Peixe estão bem cientes disso. Os mercadores alternativos como Rússia e China nunca foram vistos com bons olhos pelo meio campista. Inclusive, quando ficou sabendo do interesse dos chineses pelo seu futebol declarou que eles só o veriam pela televisão. 

Passados menos de 12 meses da recusa de atuar pelo #Futebol Chinês, parece que algumas coisas mudaram nos planos do Lucas Limas. Mesmo convocado pela Seleção Brasileira, onde não é titular, o jogador do #Santos não estava num bom momento no clube.

Publicidade
Publicidade

A situação ficou um pouco melhor, após a partida da última quarta-feira (28) quando o Peixe venceu o Inter por 2x1 pela Copa do Brasil e Lucas teve uma boa atuação. 

Porém, um dos fatores que pode ter contribuído para que o meio campo do Santos reavaliasse sua posição com relação ao futebol chinês, está na ausência de boas propostas de grandes clubes da Europa. A melhor delas foi do Porto de Portugal, em torno de 10 milhões de euros, que não agradou nem ao jogador e muito menos ao Santos. Além disso, o Torino da Itália e o Cruzeiro de Belo Horizonte também manifestaram interesse pelo meia do Peixe, mas com propostas inferiores a do Porto. 

Embora Lucas Lima tenha declarado que existem alguns clubes com muito dinheiro e projeto que ainda não analisou, na verdade do ponto de vista de uma proposta concreta não existe nada.

Publicidade

Talvez, por essa razão que aquela proposta do Hebei China, recusada por Lucas Lima no passado, seria vista com mais carinho se fosse apresentada atualmente. 

Questionado sobre a possibilidade ir jogar na China, o meia santista afirmou, mudando completamente a postura anterior, que nunca se pode descartar a possibilidade, pois, de repente, ele pode estar atuando num clube chinês. No entanto, o jogador considerou hipocrisia dizer que um atleta troca o Brasil pela China por causa do futebol, admitindo que a questão financeira seria o fiel da balança. 

Paralelamente a isso, Lucas Lima se prepara para renovar o contrato com o Santos que é dono de 10% dos direitos econômicos do atleta e pelo qual pagou R$ 900 mil para ficar com esse percentual. O Grupo Doyen Sports detém 80% e o empresário Edson Khodor é dono dos outros 10% do jogador santista.