O #Corinthians vai inovar novamente e vai ter algo pouco usado no #Futebol brasileiro. O seu novo patrocinador, uma empresa de investimento no futebol, vai expor diversas marcas no uniforme do Timão. As marcas serão expostas nas costas do uniforme corintiano. 

O contrato entre o Corinthians e a Apollo Sports Capital vai ter uma duração de três anos. Com esse novo contrato, o alvinegro vai embolsar cerca de 10 milhões de reais por temporada. 

O espaço no uniforme era preenchido com a marca do banco Caixa, mas com o novo contrato firmado no início do ano, o banco passou a exibir a sua marca apenas no peito do uniforme. O valor pago pelo banco permaneceu o mesmo, e assim, abriu a possibilidade do clube preencher o espaço com outro patrocinador, e gerar mais receitas para os cofres do clube. 

O novo patrocinador pode fazer sua estreia no uniforme do Timão ainda em setembro, mas, ainda não se sabe qual vai ser a primeira marca a ser exposta. 

O Corinthians continua faturando alto com o seu uniforme, hoje recebe cerca de 40 milhões de reais por temporada.

Publicidade
Publicidade

Ainda tem outros espaços a serem negociados, e com isso, o clube pode subir ainda mais o seu lucro, e ajudar contratar novos reforços de peso. 

A pouco tempo, a Winner Play, pagou a multa rescisória e parou de exibir a sua marca no uniforme Corintiano. 

Gustavo Herbetta, gerente de marketing do Corinthians, disse que o clube está satisfeito com o novo acordo.

Crise financeira

O Corinthians vem sofrendo com as perdas de jogadores, com a obrigação de pagar as contas do estádio, o clube se ver obrigado a negociar os seus atletas. O Naming Rights era esperado para o mês de maio, mas até agora nenhuma empresa fecho negócio para dar nome a Arena de Itaquera.

Mesmo com essa demora, o presidente, Roberto de Andrade se diz otimista fechar negócio ainda nesse ano, e ainda afirmou, que a empresa que o time negocia é brasileira. 

O contrato é de 20 anos, e os valores são elevados, é normal ter uma demora para fechar o acordo, mas a torcida já se incomoda com a demora da concretização do negócio.  #Esporte