Clubes, entidades, jogadores, jornalistas e canais de televisão entraram de cabeça no engajamento com a divulgação maciça da campanha do Outubro Rosa.

Em tempos de um esporte cada vez mais profissional, o engajamento social, principalmente por meio da divulgação espontânea de eventos e de campanhas, é uma ação que tem se tornado cada vez mais comum e atraído e conquistado os torcedores e simpatizantes.

O Outubro Rosa é uma campanha que tem recebido atenção especial de todos os segmentos do #Futebol no Brasil. Desde jornalistas, que têm participado de diferentes programas esportivos ostentando o laço símbolo da campanha, incentivados pelos diversas emissoras e veículos de comunicação, chegando aos clubes e às entidades que regem o esporte no País.

Publicidade
Publicidade

Em 2016, seis clubes lançaram em outubro versões na cor rosa dos seus uniformes.

O Coritiba entrou em campo contra o Fluminense, no dia 23, com este modelo diferenciado, além de colocar à venda uma edição limitada a 100 exemplares do mesmo uniforme. O clube paranaense também utiliza desde o começo do mês a fita símbolo da causa em suas fotos de perfil nas redes sociais.   

O Grêmio também lançou uma versão rosa, que é destinada principalmente para as suas torcedoras e está disponível nas lojas oficiais do clube e da fornecedora de material esportivo do clube.

O Flamengo, outro gigante do nosso futebol, promete usar a sua camisa rosa na partida contra o Atlético, no dia 29. O Mengão também colocará a peça à venda numa edição limitada a 550 exemplares.

Os clubes destinarão parte da venda das peças para entidades locais e especializadas na luta contra o câncer de mama.

Publicidade

O Paysandu, que disputa a Série B, é outro que integrou este time, quando o seu goleiro Emerson enfrentou o Goiás com a cor símbolo da campanha.

O Outubro Rosa foi representado na Série C pelo Juventude, que entrou em campo com a cor rosa, sendo que seu goleiro Elias atuou na segunda partida da Copa do Brasil contra o Atlético a camisa até o final. Os jogadores do time gaúcho ainda doaram parte do prêmio pelo acesso para a Série B do #Brasileirão para uma entidade local de combate ao câncer de mama.

O último clube que promoveu a ação foi o Palmeiras, quando ao enfrentar o Sport, colocou os números das camisas em rosa.

Até a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) fez questão de se engajar e anunciou, por tweeter, que as partidas entre Flamengo e Corinthians e Grêmio e Internacional seriam disputadas com bolas na cor rosa, diferente do modelo atual que é nas cores azul e amarelo.

Já a Federação Paulista de Futebol realiza a Campanha “Marque Este Gol’, em conjunto com ONGs. Uma unidade móvel que realiza gratuitamente exames para identificar o câncer de mama tem passado em diversas cidades do estado de São Paulo. Mais informações pelo site: www.marqueessegol.com.br.

Há ainda a participação de jogadores dos principais paulistas nesta campanha, por meio da divulgação de vídeos de conscientização sobre o tema.