Com as partidas desta segunda-feira (3 de outubro), em que o Palmeiras venceu o Santa Cruz por 3 a 2 e que o Coritiba bateu o América-MG por 3 a 0, encerrou-se a 28ª rodada do #Brasileirão. Isso significa que restam apenas dez rodadas para o fim da principal competição nacional, em que o próprio #Palmeiras, além de Flamengo e Atlético-MG se sobressaem na disputa pelo título. Para entender o que pode acontecer nesta reta final é preciso olhar para trás e analisar como cada time se comportou nas últimas dez rodadas, que revelam sua perspectiva de crescimento ou queda.

Mais uma vez, a trindade Palmeiras-Flamengo-Galo se impõe como protagonistas da disputa.

Publicidade
Publicidade

Em uma tabela, considerando apenas os últimos 30 pontos disputados, o Palmeiras é de novo o líder, com 24 pontos e aproveitamento de 80%; o Flamengo vem em segundo, com 23 pontos (aproveitamento de 76,6%); e o Atlético-MG é o quarto, como 20 pontos (aproveitamento de 66,67%), atrás ainda do Botafogo, que é o terceiro, com 21 pontos (aproveitamento de 70%).

E se abrir a análise para o que aconteceu em todo o segundo turno até aqui, pouca coisa muda com relação ao papel dos times que mantém a dianteira na classificação geral. Mais uma vez, é do Palmeiras a liderança, com 21 pontos (aproveitamento de 77,78%); seguido do Flamengo, com 20 pontos (aproveitamento de 74,07%); Botafogo e Fluminense, com 18 pontos (aproveitamento de 66,67%); e o Atlético-MG, que tem a quinta melhor campanha do returno, com 17 pontos (aproveitamento de 62,96%).

Publicidade

Pelo desempenho de Fluminense e Botafogo, tanto quando se olha as últimas dez rodadas quanto todo o Segundo Turno, nota-se que os dois times cariocas são dois fortes candidatos para fechar o agora G6, que dá vaga para a Libertadores de 2017. No entanto, com a inflação deste grupo, abre-se chances reais para que até mesmo times que agora brigam para não cair, como São Paulo e Cruzeiro, busquem sua vaguinha na principal competição do continente americano.

As últimas dez rodadas também são sintomáticas para Internacional, Corinthians, Grêmio e Santa Cruz, que, nesta ordem, são os que menos pontuaram neste período. Também são os últimos do returno. Para o Grêmio e o Timão, isso pode significar apenas um fim de campeonato melancólico; já para Inter e Santa Cruz pode representar a queda para a Série B do ano que vem. E poucos estão livres deste pesadelo. Mesmo São Paulo e Cruzeiro têm motivos de sobra para se preocupar.

É verdade que os mineiros vêm se recuperando e têm a sétima melhor campanha do segundo turno.

Publicidade

Portanto, é questão de tempo para ver afastada em definitivo essa possibilidade de descenso. Já o São Paulo tem apenas a 15ª campanha no Segundo Turno e a 13ª nas últimas dez rodadas, ao passo que vê concorrentes diretos à Segunda Divisão, como Figueirense e Sport fazendo campanha similar, com vantagem frente ao Tricolor de um ponto no returno, mas com um a menos nas últimas dez rodadas. Já o Coritiba parece se distanciar cada vez mais do descenso. Com a vitória sobre o América-MG, o Verdão do Paraná se tornou a sexta melhor campanha tanto do returno quando das últimas dez rodadas. E o melhor: agora ocupa a 12ª colocação da classificação geral, já vendo seis pontos à frente o seu rival, Atlético-PR, e, melhor ainda, uma vaga para a Libertadores. #Campeonato Brasileiro