O #Corinthians teve uma grande oportunidade de se firmar no G-6 do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado (29), jogando em sua Arena, em São Paulo, o Timão não foi além de um empate em 1 a 1 com a desgastada #Chapecoense, que no meio da semana, debaixo de muita chuva, havia jogado pela Sul-Americana. Com isso, os paulistas acabaram perdendo a sexta posição para o Atlético PR e ainda poderá ter para as próximas partidas o desfalque do goleiro Walter, que deixou o jogo machucado.

No primeiro tempo a Chapecoense se mostrou melhor. Com mais posse de bola, o time de Santa Catarina se manteve mais próximo do gol corintiano.

Publicidade
Publicidade

Aliás foi pelo gol que começaram os problemas do Timão na partida. Aos 13 minutos, o goleiro Walter ao bater um tiro de meta sentiu a coxa. Com dores ele teve que deixar o campo, dando lugar para Cássio. A briga pela titularidade na posição ganhará nos capítulos nos próximos dias.

Com o Atlético Paranaense batendo o Cruzeiro, o Corinthians ia deixando o G-6. Sabendo disso, o time melhorou na segunda etapa e a Chape já não tinha mais os mesmos espaços da etapa inicial.  Aos 14 minutos o técnico Osvaldo Oliveira sacou Marlone colocando Rildo em seu lugar. E a mudança deu certo. Aos 18 minutos Rildo foi derrotado na área por Gimenez. Giovani Augusto foi para a cobrança e abriu o placar.

O Corinthians ainda teve mais oportunidades de ampliar a vantagem e definir a vitória, mas não acertou o alvo e pagou caro por isso.

Publicidade

Aos 37’ foi a vez da Chapecoense ter um pênalti a seu favor após Pedro Henrique derrubar Luca Gomes na área. Bruno Rangel foi para a cobrança e com um toque sutil deslocou Cássio e empatou, dando números finais ao jogo.

No próximo sábado (5), o Corinthians fará o clássico contra o São Paulo, às 19h30, no Morumbi. No domingo (6), a Chapecoense recebe o ameaçado Figueirense, também às 19h30, na Arena Condá.

Corinthians: Walter (Cássio); Fágner, Vilson, Pedro Henrique e Uendel; Camacho, Giovane Augusto, Marlone (Rildo) e Rodriguinho; Marquinhos Gabriel (Lucca) e Romero. Técnico: Osvaldo Oliveira.

Chapecoense: Danilo; Gimenez, Thiego, Neto e Dener Assunção; Matheus Biteco, Gil (Hyoran), e Cléber Santana (Josimar); Ananias (Lucas Gomes), Thiaguinho e Bruno Rangel. Técnico Caio Júnior #Brasileirão