O #Corinthians está vivendo momentos de incerteza ao longo desta temporada. Após a chegada de Cristóvão Borges, a alta cúpula alvinegra garantiu que o treinador ficaria no comando da equipe até o final do ano, porém, os resultados ruins começaram a aparecer. Desta forma, Cristóvão não suportou a pressão e a exigência da torcida corintiana e acabou sendo demitido após perder para o Palmeiras por 2 a 0, em Itaquera. A demissão de Cristóvão Borges agradou ao torcedor alvinegro, já que a chegada do treinador não foi bem aceita pela fiel.

O Corinthians não estava vivendo um de seus grandes momentos na disputa do Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Sendo assim, o presidente Roberto de Andrade e seus aliados optaram pela efetivação de Fábio Carille. O mandatário corintiano chegou a afirmar em suas entrevistas que Carille seria o novo técnico do Timão até o final de 2016. Porém, o mau desempenho da equipe no Brasileirão continuou e o Corinthians começou a despencar na tabela, ocupando agora a nona colocação, assim, ficando fora do Copa Libertadores da América de 2017.

Com o Corinthians em queda no Campeonato Brasileiro, Fábio Carille já começa a ficar na 'corda bamba'. Ele não trás confiança para os torcedores e muito menos para os cartolas do Timão. Contudo, a diretoria alvinegra já estuda a possibilidade de anunciar um novo treinador ainda neste ano.

De acordo com o jornalista Jorge Nicola, o Corinthians também está passando por momentos complicados nos bastidores.

Publicidade

O ex-presidente Andrés Sanchez e o atual Roberto de Andrade estão travando uma disputa acirrada sobre a contratação de um novo técnico. Segundo Jorge Nicola, a briga se dá pelo fato da chegada de Oswaldo de Oliveira para comandar o clube paulista.

Andrés Sanchez propõe a contratação de Eduardo Baptista, que hoje está na Ponte Preta. Os cartolas corintianos concordaram com a sugestão de Andrés, mas o presidente Roberto de Andrade não gostou da ideia e sugere a contratação de Oswaldo de Oliveira, que está prestes a sair do Sport. Ambos os treinadores só podem ser anunciados no Corinthians em caso de demissão.

Eduardo Baptista vive um grande ano com a Ponte Preta e não deve ser demitido nesta temporada. Já Oswaldo de Oliveira passa por momentos de altos e baixos no clube pernambucano e está próximo da zona de rebaixamento. #Negócios #Futebol