O Fluminense é um dos quatro primeiros do Campeonato Brasileiro. Com uma boa atuação no segundo tempo, o Tricolor entrou no G4 da principal competição do futebol nacional ao derrotar, na manhã deste sábado, no Giulite Coutinho, em Édson Passos, o Sport, de virada, por 3 a 1, na abertura da 28ª rodada.

Com 46 pontos, a equipe das Laranjeiras, quarta colocada, para continuar entre aqueles que estariam na próxima Taça Libertadores da América, necessita de uma derrota do Santos para o Atlético-PR, na Vila Belmiro. Já o time pernambucano, com o revés, segue com 33 pontos e, dependendo dos outros jogos, pode cair do atual 13º lugar.

Publicidade
Publicidade

O primeiro tempo foi todo do Sport. Com uma forte marcação e velocidade na hora que tinha a posse de bola, o Rubro-Negro Pernambucano, sob a batuta de Diego Souza, anulava qualquer tentativa do adversário. Para facilitar, logo aos onze minutos, abriu o placar. Em escanteio batido pelo apoiador Gabriel Xavier, do lado direito, Gum, cercado por dois, tentou cortar, mas acabou mandando para as próprias redes.

Os nordestinos poderiam ter ampliado, mas Rogério e Diego Souza desperdiçaram as suas oportunidades. Enquanto isso, o Flu, com um rendimento bem abaixo do esperado, só ameaçou aos 35, quando Wellington Silva recebeu passe na meia-lua e, de peito, tocou para Marcos Júnior, que finalizou em cima de Magrão.

Com Richarlison no lugar de Douglas, o #Fluminense apostou no 4-3-3 para mudar o panorama e, aos nove minutos do segundo tempo, aproveitando um erro na saída de bola de Diego Souza, Wellington foi lançado pela esquerda, deu um leve corte no zagueiro do Sport e chutou.

Publicidade

Magrão rebateu e Marcos Júnior, de pé esquerdo, estufou a meta, igualando a partida.

Mantendo o ritmo, o Tricolor foi sufocando e, aos 21 minutos,  em nova assistência de Wellington, Richarlison avançou e, com um chute forte de esquerda, virou o placar, levando os torcedores à euforia no Giulite Coutinho.

Sacando Paulo Roberto, Gabriel Xavier e Everton Felipe para as respectivas entradas de Neto Moura, Vinícius Araújo e o colombiano Lenis, o técnico Osvaldo de Oliveira buscou dar mais ofensividade ao Sport. Como resposta, Levir Culpi tirou Marcos Júnior, colocando Marquinho. A estratégia do Tricolor acabou dando mais resultado. Aos 41 minutos, depois de um passe longo de Gum, Richarlison, com um leve toque de cabeça, deixou para Gustavo Scarpa. O camisa 10 foi melhor na corrida, entrou na área e, de cobertura, venceu o arqueiro Magrão, sacramentando o resultado. Perto do fim, Magno Alves substituiu Wellington, mas o panorama não se modificou.

Ambos voltam a campo na próxima quarta. Às 21h (de Brasília), o Fluminense tem um confronto direto pelo G4 ao enfrentar, na Vila Belmiro, o Santos. Enquanto isso, o Sport, a partir das 21h45 (de Brasília), recebe, na Ilha do Retiro, o São Paulo. #Sport Clube do Recife #PaixãoPorFutebol