O Fluminense vem trabalhando firme para aumentar as suas receitas e, brevemente, deve apresentar novidades aos seus torcedores. Ninguém no clube confirma, mas, dentro dos bastidores, existe a informação de que a diretoria está em conversas adiantadas com a Caixa Econômica Federal e a TCL (empresa chinesa do ramo de telecomunicações) para ambas estamparem as suas marcas no uniforme da equipe do futebol durante a próxima temporada.

A ideia seria colocar o logo da Caixa de forma centralizada, enquanto a TCL ocuparia os espaços das costas, da manga e na altura do peito, sendo este último em formato reduzido. Essa estratégia foi adotado no clássico da última quinta, em Volta Redonda, diante do Flamengo e, se dentro de campo, o resultado não foi favorável (derrota de 2 a 1), fora dele, os parceiros comemoram as suas exposições junto ao público.

Publicidade
Publicidade

A busca de uma patrocinador master se tornou um objetivo para o Fluminense desde o final de 2014, quando, depois de 15 anos com feitos positivos (dois Campeonatos Brasileiros, três Campeonatos Cariocas, uma Copa do Brasil, além dos vices da Taça Libertadores de 2008 e da Copa Sul-Americana de 2009), a equipe das Laranjeiras e a Unimed (empresa médica) romperam a longa parceria. Inicialmente, foi firmado um vínculo com a Viton 44, ligada ao ramo de bebidas (refrigerante), mas esse acordo trouxe sérios problemas e encerrou-se no início de 2016. Atualmente, a Dryworld (fabricante de material esportivo), a Frescatto (gêneros alimentícios), a Onnyx (suplementos alimentares) e a Fundação Mata Atlântica (Organização Não-Governamental) aparecem nas camisas dos jogadores.

Enquanto a atual administração segue buscando alternativas financeiras, nas quatro linhas, o elenco continua a sua rotina diária de treinamentos.

Publicidade

Na manhã deste sábado, os atletas foram até as Laranjeiras para uma longa atividade física tanto na academia quanto correndo ao redor do gramado. Os únicos a terem contato com bola foram os goleiros. Destaque para Diego Cavalieri, que, mais uma vez, mostrou estar totalmente recuperado de um estiramento muscular na coxa esquerda. Não existe, porém, a confirmação de quando ele estará novamente à disposição do técnico Levir Culpi.

No domingo, às 9h (de Brasília), haverá nova atividade, dessa vez no recém-inaugurado Centro de Treinamento da equipe carioca, na Barra da Tijuca. Em sexto lugar com 46 pontos, o #Fluminense, precisando vencer para continuar dentro do grupo que estaria na próxima Libertadores da América, encara o São Paulo na segunda, às 20h (de Brasília), no Giulite Coutinho, em Édson Passos, região metropolitana do Rio de Janeiro. #Campeonato Brasileiro #PaixãoPorFutebol