Chegou ao fim a aventura de Luís Fabiano no #Futebol chinês. Nesta quinta, 27, a assessoria de imprensa do atacante afirmou que o atleta entrou em acordo com o Tianjin Quanjian e está liberado para acertar com outra equipe para 2017. Contratado pelo Tianjin em janeiro de 2016, vindo do São Paulo, o atleta tinha vínculo com o clube chinês até dezembro, com a possibilidade de renovação por mais um ano, porém conseguiu antecipar a sua saída em comum acordo com o time chinês.

Apesar de rápida, a passagem do atacante pela China foi marcante, já que o Luís “Fabuloso” Fabiano foi um dos principais nomes da equipe na conquista do acesso para a divisão de elite, sendo o artilheiro do ano no país asiático ao marcar 23 vezes em 29 jogos.

Publicidade
Publicidade

Experiência internacional

Calejado, o atacante, ao se transferir para a China, estava ciente das dificuldades que enfrentaria. Para piorar, no meio do projeto, o técnico brasileiro Vanderlei Luxemburgo acabou desligando-se do Tianjin Quanjian, o que poderia atrapalhar o desempenho do atleta. “A China é bem diferente de tudo que vivi, tanto no dia-a-dia como dentro de campo. O estágio aqui é outro e o clube está se estruturando. O nível dentro de campo ainda é baixo e os adversários nos enfrentavam sempre recuados. Por sorte tenho a companhia do Jádson, meia ex-Corinthians, e do Geuvânio, atacante ex-Santos, meus companheiros de clube e que me ajudam dentro e fora do gramado”, atestou o Fabuloso.

Sobre a mudança de comando, o jogador ressaltou que a saída de Luxemburgo causou tensão na equipe, mas que a chegada de Cannavaro foi uma excelente escolha: “quando a comissão técnica saiu eu não pensei em seguir o mesmo caminho.

Publicidade

Apenas me informei quais seriam os planos. O Cannavaro chegou e eu já o conhecia, desde os tempos em que atuei no Sevilla-ESP e ele no Real Madrid-ESP. Como técnico, ele nos deu confiança e demos continuidade ao nosso trabalho da melhor forma”.

O anúncio da rescisão de Luís Fabiano, que completará 36 anos em dezembro, informa ainda que o atleta não negocia até o momento com qualquer equipe para a temporada de 2017.

Carreira

O Tianjin Quanjian foi a quarta equipe estrangeira em que Luís Fabiano atuou. Mesmo tendo jogado pelo Rennes-FRA entre 2000 a 2002, e pelo Porto-POR em 2004 e 2005, foi no Sevila-ESP, entre 2005 a 2011, que o atleta mais se identificou e tornou-se ídolo.

No Brasil, iniciou na Ponte Preta, porém foi no São Paulo, onde teve duas passagens, que se destacou. Tanto que é o terceiro maior artilheiro da história do Tricolor com 190 gols. #LuísFabiano #Sãopaulofc