O atual vice-presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras, Maurício Galiotte, sabe que não terá dificuldades, pelo menos não em campo, quando assumir a cadeira que será deixada por Paulo Nobre, no próximo mês de dezembro.

Isso porque o investidor milionário, que dentre tantos feitos conseguiu a façanha de anular uma disputa presidencial no clube, uma vez que a oposição decidiu não indicar nenhum nome para a eleição, que seria realizada no fim deste ano; autorizou Alexandre Mattos, diretor de futebol do Alviverde, a contratar para reforçar o elenco para a temporada 2017.

Raphael Veiga, meio campista do Coritiba e que estava na mira da diretoria do Corinthians, é nome já acertado para ser transferido ao #Palmeiras, acostumado a dar chapéu no rival de Parque São Jorge.

Publicidade
Publicidade

Veiga deve ficar no Verdão até o fim de 2021.

Informações da imprensa paranaense dão conta de que falta o Coxa Branca acertar pequenos detalhes com o Palmeiras para que ambos os clubes oficializem a negociação e transferência do meia para São Paulo. Tanto o salário do jogador quanto o prazo de contrato já estão definidos, segundo os jornais e sites esportivos de Curitiba.

Para ter Rapahel em seu elenco o Palmeiras não se furtará ao dever de pagar a multa rescisória do meia, avaliada em R$ 9,7 milhões. Seu contrato com o time da capital paranaense se encerra apenas em dezembro de 2017.

Além do meia, Alexandre Mattos quer trazer seu colega Juninho, zagueiro que chegou a ser anunciado como reforço do Flamengo, neste ano, e é objeto de desejo de outros clubes brasileiros.

Para impedir a transferência de Juninho ao Rio de Janeiro, o Coritiba concedeu um aumento salarial ao jogador e estendeu seu contrato até 2020.

Publicidade

Com apenas 21 anos de idade, o zagueiro foi revelado pelo Coxa, ao estrear no profissional, em 2015, mas está no clube desde as categorias de base, tendo atuado pelo Sub-17.

Apesar de titular na zaga, Juninho também já serviu a lateral do time, por ordem do treinador Paulo César Carpegiani.Enquanto não deixar a zona de risco do #Brasileirão, o Coritiba não comentará suas negociações, segundo a diretoria do clube. #PaixãoPorFutebol