Após a partida de hoje (23), contra o Southampton, em casaPep Guardiola falou sobre o empate e a dificuldade de ganhar do Manchester City, durante a coletiva de imprensa pós-jogo. Mesmo na liderança do campeonato, o City está há cinco jogos seguidos sem vencer, sendo a última vitória, contra o Swansea, fora de casa, pela Premier League. No entanto, o técnico não culpa os jogadores e deixa claro que todos eles estão juntos.

"Vamos aceitar a situação. Estamos juntos. Falamos (no vestiário) sobre a situação que temos. Tentamos ir para cima", afirmou Guardiola.

"Você pode ganhar dez vezes e, em seguida, você não é capaz de ganhar cinco vezes", continuou, "Eu tenho que descobrir a razão e eu vou encontrar isso".

Publicidade
Publicidade

Sobre o encontro com Southampton, Guardiola refletiu:

"Tivemos problemas para criar a nossa concentração. Existe uma diferença entre o primeiro e o segundo tempo. Infelizmente, não conseguimos vencer".

Ele afirmou que no segundo tempo a equipe tentou. "Houve chances e nada mais. Nós não criamos muito, mas nós estávamos lá."

Guardiola, ainda, disse que "quando vemos as performances em 90 minutos, não é tão ruim". E aproveitou para falar sobre a dinâmica do Man. Blue:

"Foi importante para mudar a nossa dinâmica (dos últimos jogos). Tudo influencia quando você joga bem ou mal. Ela afeta mentalmente - estamos trabalhando nisso".

Sobre o jogo contra o Manchester United, na próxima quarta-feira (26), pela Copa da Liga Inglesa, Guardiola disse:

"Vamos nos ver amanhã após a recuperação dos jogadores e decidir se é bom fazermos rotações".

Publicidade

Depois do jogo fora de casa contra o rival, pela Copa da Liga, o Manchester City enfrentará o West Bromwich, fora de casa, pela 10ª rodada do Campeonato Inglês. Onde terá a chance de reagir, já que, o West Brom está na 13ª posição, com 10 pontos e, assim, garantir a liderança em mais uma rodada. Vale lembrar que o Manchester City, com 20 pontos, está empatado com o Arsenal e o Liverpool, separados apenas pelo saldo de gols. Seguidos por Chelsea e Tottenham, ambos com 19 pontos. #PremierLeague #Futebol #entrevista