Nesta semana os torcedores do Flamengo - vice-líder do #Campeonato Brasileiro, com 61 pontos, mesma pontuação do Verdão mas com a significativa marca de onze gols a menos (critério de desempate) - estão espalhando, nas redes sociais, a notícia de que o clube paulista poderá perder os três pontos conquistados no último domingo (23), na Arena Allianz Parque, com a vitória por 2 a 1 sobre o Sport, pela 32ª rodada do torneio.

Segundo os flamenguistas, a escalação do meia argentino Allione, no domingo, foi irregular, uma vez que o mesmo foi expulso na partida contra o Grêmio quando da eliminação do time de Parque Antarctica pela Copa do Brasil, na última quarta-feira (19), partida que terminou empatada em 1 a 1 e foi disputada na casa palmeirense.

Publicidade
Publicidade

Na concepção dos cariocas, como o #Palmeiras acabou eliminado do torneio nacional, seu meia deveria ter cumprido a suspensão automática pela expulsão no jogo subsequente pelo Campeonato Brasileiro mesmo, já que ambas as competições são geridas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Para justificar sua linha de raciocínio os internautas citaram o caso André Santos, em 2013.

Mas o desejo dos flamenguistas de ganhar a liderança no tapetão vai cair por terra. Isto porque a questão de Allione é bem diferente da de André Santos.

De fato, o Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol, em seu artigo 62, determina que na impossibilidade de cumprimento, por parte de um jogador, de penalidade por suspensão determinada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em competição já encerrada, ou em virtude de o clube ao qual pertencer tal atleta tiver sido eliminado, a efetivação da pena deve ocorrer em partida de outro campeonato, em andamento, coordenado pela CBF.

Publicidade

Para definir a notícia divulgada como um boato sem sentido, basta levar em conta que a punição aplicada ao lateral André Santos, em 2013, só aconteceu depois de seu caso ter sido julgado pelo STJD.

Portanto, não houve quaisquer irregularidades por parte do Palmeiras, líder e provável Campeão Brasileiro 2016, na escalação do argentino no jogo contra o Sport, uma vez que sua expulsão, pela Copa do Brasil, ainda não seguiu para apreciação da arbitragem e, dessa forma, o atleta encontra-se inimputável até que seja anunciada a decisão do STJD no julgamento do caso.

Em 2013, o clube carioca perdeu quatro pontos no Brasileirão e acabou amargando o rebaixamento à Série B por ter escalado André Santos, mesmo tendo o jogador sido expulso no último confronto da Copa do Brasil daquele ano - quando o Flamengo conquistou o título do torneio nacional.

Na ocasião, os flamenguistas confundiram as regras e deixaram o atleta fora da partida seguinte à sua expulsão, contra o Vitória, no Brasileirão, acreditando que, assim, já teriam cumprido a suspensão automática por expulsão no outro campeonato.

Publicidade

Mas o caso ainda não havia sido julgado.

André Santos foi escalado e entrou em campo contra o Cruzeiro, na última partida do Campeonato Brasileiro de 2013, mesmo depois de ter sua punição arbitrada. #PaixãoPorFutebol