A proximidade das eleições, que indicarão o novo presidente do Fluminense, começam a agitar os bastidores das Laranjeiras. Na tarde desta sexta, foi confirmada a união de Cacá Cardoso, da Flu 2050, com Pedro Trengrouse, candidato pela Verdade Tricolor. De acordo com os dois grupos, a junção se deu por compatibilidade de projetos.

"Nos juntamos em torno de um programa de transformação do clube. Um programa que não é de cargos. Um programa que visa profissionalizar o #Fluminense e colocar executivos competentes nos lugares certos", declarou Sérgio Galvão, um dos antigos coordenadores de Trengrouse, ao Globoesporte.

Simultaneamente, em participação na Rádio Bradesco Esportes, do Rio de Janeiro, outro candidato, Pedro Abad, da Flusócio, falou da possibilidade de Celso Barros, ex-presidente da Unimed e também postulante ao cargo ocupado por Peter Siemsen, integrar a sua chapa no pleito previsto para o final de novembro.

Publicidade
Publicidade

"Quem quiser encorpar o nosso projeto será bem-vindo. Já tive uma conversa com ele muito proveitosa e dá minha parte não há empecilho nenhum", resumiu Abad.

Na última segunda, em evento ocorrido na Salão Nobre da sede do Fluminense, Mário Bittencourt, ex-vice-presidente de futebol do Tricolor, oficializou a sua candidatura e será mais a buscar a presidência da agremiação. Na sua chapa, encontram-se Ricardo Tenório, que, em 2009, foi um dos responsáveis pela arrancada que livrou o time de um quase certo rebaixamento, além de Carlos Alberto Parreira, técnico do Tetracampeonato Mundial da Seleção Brasileira (1994) e que, em 1984, dirigiu o Flu no título daquele #Campeonato Brasileiro.

As eleições acontecem nas Laranjeiras e os associados com, pelo menos, um ano de contribuição terão direito a escolher quem será o gestor do Fluminense pelos próximos três anos.

Publicidade

Enquanto isso, dentro de campo, o técnico Levir Culpi tenta manter o time na busca por uma vaga na Taça Libertadores de 2017. Ocupando, no momento, o quinto lugar do Brasileirão com 46 pontos, o Fluminense, após ser derrotado pelo Santos na última quarta por 2 a 1, na Vila Belmiro, irá ao Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, na próxima quinta, às 21h (de Brasília), para encarar o Flamengo. #Eleições no Fluminense