Após o empate em 2 a 2 com o Flamengo, o #Corinthians se reapresentou e realizou treinamentos no CT Dr. Joaquim Grava nesta segunda-feira, 24 de outubro.

O escolhido para conceder a entrevista foi o atacante Romero, artilheiro do time, com 15 gols e maior goleador da Arena Corinthians, com 16 tentos. Entre os diversos assuntos abordados, o que se destacou foi o frequente questionamento em relação à sua titularidade, o que deixou o paraguaio claramente chateado com a imprensa: “Quando voltei da seleção (paraguaia), consegui jogar de novo. Acho que a confiança do treinador (Osvaldo de Oliveira) foi importante e fiquei muito contente por jogar como titular, que é o que eu queria.

Publicidade
Publicidade

Também voltei a fazer gols, o que, para o atacante, é muito importante. Estava realmente um pouco chateado, porque estou fazendo bem o meu trabalho e vocês observam que trato de melhorar a cada dia e fazer o melhor a cada treino e a cada jogo. Acho que muita coisa que se fala sobre mim e me deixa chateado porque sempre faço o meu melhor. Às vezes, as coisas acontecem e outras vezes não. Acho que devem (a imprensa) respeitar mais”.

Romero também foi questionado sobre as cenas de violência protagonizadas por torcedores uniformizados do Corinthians, no Maracanã. O atleta se limitou a dizer que não deseja presenciar mais cenas de violência nos estádios, porém, também lembrou que, quando o Corinthians joga em casa, a torcida é de extrema importância e que empurra o time.

Também foi solicitada a opinião sobre Osvaldo de Oliveira após três partidas sobre o comando do Timão.

Publicidade

“Ele é um cara que fala muito com a gente e passa muita coisa para nós. Ainda não deu tempo para trabalhar com ele. Só agora teremos uma semana longa e a gente vai trabalhar. Da pouca coisa que ele mexeu no time, que ele fez taticamente, acho que ele gosta de um time compacto e ordenado, além de jogar para frente. O Osvaldo acredita que a gente tem qualidade para fazer isto”.

Romero ainda destacou que o time trabalha na marcação das bolas aéreas, principal falha apresentada do setor defensivo na derrota para o Cruzeiro e no empate contra o Flamengo.

O atacante afirmou ainda que acredita que o time tem condições para conquistar uma das vagas para a Libertadores e que o empate no Rio de Janeiro deu uma moral maior para conquistar este objetivo.

O Corinthians só retorna a campo no próximo sábado, 29 de outubro, às 16h30, na Arena Corinthians.         #Campeonato Brasileiro