Envolvido em um dos maiores escândalos do Brasil há alguns anos, o goleiro Bruno recebeu uma proposta de um time do interior de São Paulo para jogar o Campeonato Paulista da série A3 de 2017. A Independente de Limeira, em entrevista para o portal Globo Esporte, afirmou que já está ciente de que existe uma real possibilidade do goleiro, ex titular do Flamengo, sair da prisão no ano que entra e, dessa forma, de acordo com a direção do clube, a Independente já se adiantou e entrou em contato com as pessoas que organizam a vida profissional do atleta para os comunicar de sua proposta e interesse no atleta.

O clube tem acompanhado o passo a passo na Justiça envolvendo o caso de Bruno e, de acordo com investidor da Independente de Limeira, Anivaldo dos Anjos, a possibilidade do goleiro sair da prisão pode adiantar a negociação entre o atleta e o time: "Estou em contato com o procurador do Bruno.

Publicidade
Publicidade

Não conheço a situação penal dele, ainda estamos estabelecendo contato entre as partes. Se ele for sair da prisão, ele nos interessa sim.”, explicou o investidor. Anivaldo. Ele comentou que o interesse partiu da Independente, no entanto, eles ainda não têm um fechamento ou algo que possa dar boas esperanças à Independente, com relação à contratação do goleiro Bruno, caso ele venha de fato ser solto no próximo ano.

“Agora, precisamos ter um retorno, saber se ele efetivamente vai sair e se dispõe para vir disputar uma Série A3. Se for o caso, ele é o nosso primeiro candidato", concluiu a entrevista o investidor do clube interiorano. O goleiro Bruno, através de seus advogados, entrou na Justiça para fazer um pedido de defesa que corresponde a uma anulação da certidão de óbito de Eliza Samúdio, porém, até o momento, o ex-jogador ainda não recebeu uma resposta judicial da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Publicidade

O jogador Bruno foi condenado a pagar 22 anos e 3 meses de detenção por ter participado do assassinado de Elisa Samúdio. Nesse caso, ele teve envolvimento no cárcere privado do filho e no sequestro de Elisa. O caso, que aconteceu em 2010, só veio a ser elucidado em alguns anos depois, porém, até o momento, o corpo de Samúdio ainda não foi encontrado pela polícia. #Mural de Notícias #Futebol