No início dessa tarde, o médico colombiano, Luiz Fernando Rodrigues Mesa, informou que o lateral, Alan Ruschel, foi operado pouco depois de dar entrada na unidade hospitalar da clínica San Juan de Diós. Ele informou que ainda não pode prever as sequelas que Alan poderá sofrer, mas salientou que existe o risco de que ele fique paraplégico.

O atleta foi diagnosticado com politraumatismo e uma grave fratura na região do dorso-lombar da coluna. Tudo o que estava ao alcance dos médicos foi feito e agora só resta aguardar que o atleta acorde e responda positivamente ao tratamento. O jogador está sedado após passar pela cirurgia e deve continuar descansando.

Publicidade
Publicidade

Ele foi transferido para outro hospital e está na companhia de uma equipe de neurocirurgiões.

O presidente da república, Michel Temer, disponibilizou aviões oficiais da FAB (Força Aérea Brasileira) para levarem os familiares das vítimas do #Acidente, até a Colômbia. A irmã de Alan tranquilizou os amigos logo pela manhã, publicando uma foto do jogador e agradecendo a Deus por ele estar vivo no hospital. Ela também mostrou-se solidária aos colegas do jogador, ansiando para que eles também se salvem.

Além de Alan, que tem apenas 27 anos, outros jogadores do clube se salvaram. São eles: Jackson e Hélio. O zagueiro Hélio passou por cirurgia e seu estado de #Saúde é crítico, pois sofreu inúmeras lesões no corpo e na cabeça. O mesmo permanecerá em observação intensiva pelas próximas 12 horas.

O goleiro Marcos Danilo foi resgatado com vida, mas faleceu no hospital.

Publicidade

Entretanto, a página da Cruz Vermelha acabou dando esperança aos torcedores ao incluir o nome do atleta na lista de sobreviventes hospitalizados. O comunicado oficial da aeronáutica colombiana, entretanto, não cita o nome do goleiro. O médico confirmou que o atleta não resistiu.

Solidariedade

O mundo está chocado com essa tragédia e o clube Atlético Nacional, que disputaria a partida de amanhã contra o #Chapecoense, emitiu um comunicado oficial, solicitando que a Commebol entregue o título ao Chapecoense e convidou torcedores e familiares para estarem no estádio amanhã, no horário que seria o jogo, para uma homenagem aos jogares do clube brasileiro.

No Brasil, clubes brasileiros também fizeram homenagens ao rival dos gramados. O São Paulo Futebol Clube, chegou a trocar a foto de perfil e de capa de suas redes sociais oficiais para o logo do Chapecoense. O Corinthians também emitiu uma mensagem de apoio aos familiares e ao clube. Flamengo e outros clubes falaram em ceder jogadores para que o Chapecoense possa jogar a final da Sul-Americana, que foi adiada por tempo indeterminado. A sugestão dos clubes foi antes do comunicado do Atlético Nacional. Atletas e ex-atletas se comoveram e emitiram mensagens de apoio na internet, como o ex-tenista Guga, o craque Neymar e o atacante Kaká.